O ECOAR DE VOZES TRAVESTIS TRANSLOUCAS EM VIDAS TRANS: A CORAGEM DE EXISTIR

Resumo

O presente artigo, fruto de pesquisa de doutoramento, tem como objetivo dar voz as transloucas travestis Amara Moira e Márcia Rocha, a partir das narrativas extraídas da obra brasileira Vidas trans: a coragem de existir, a qual é um modelo potente para a subjetivação da transexualidade dentro de uma narrativa autobiográfica. Para tanto, a teoria queer, nesse caso, é a ferramenta teórica, pautada em ideias de teóricos como Judith Butler, Guacira Lopes Louro e Richard Miskolci, que funciona como forma de se colocar em discussão de sexualidade e gênero, observando suas “margens”, normas e hegemonias nos diferentes espaços em que vivemos, real e simbolicamente, implicando necessária transgressão à heterocisnormatividade, Associada a essa perspectiva, somamos o entendimento de Lawrence La Fountain-Stokes sobre a ideia de ser “translouca”, expondo que a transexualidade permite que corpos não conformes com gênero possam expor suas transloucuras, seus desejos, anseios, suas alegrias e prazeres.

Palavras-chave: Literatura contemporânea. Autobiografia. Travestis. Vozes. Transloucas.

Biografia do Autor

Olinson Coutinho Miranda, Instituto Federal Baiano - IFBAIANO

Docente da área de Letras do IF Baiano, Campus Governador Mangabeira. Discente do Doutorado em Cultura e Sociedade pela UFBA. Membro dos grupos de pesquisa: GEMAS/IF Baiano, GPELIF/IF Baiano e NUCUS/UFBA. RESEARCH-ID: 3590693.

Referências

BUTLER, Judith P. Corpos que pesam, sobre os limites discursivos do “sexo”. In: LOURO, Guacira Lopes. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

BUTLER, Judith. “Variações sobre sexo e gênero: Beauvoir, Wittig e Foucault” In: BENHABIB, Seyla & CORNELL, Drucilla. Feminismo como crítica da modernidade. Rio de Janeiro: Editora Rosa dos Tempos, 1987.

BUTLER, Judith. Conferência Magna com Judith Butler - I Seminário Queer, 2016. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=IkLS0xMoZM&t=3894s>. Acesso em 13 de fev.2020.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Trad. Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1998.

JESUS, Jaqueline Gomes de. Nascimentos em Livro. In: MOIRA, Amara; ROCHA, Márcia;rcia; BRANT, T.; NERY, João W. Vidas Trans: a coragem de existir. Bauru, SP: Astral Cultural, 2017.

LA FOUNTAIN-STOKES, Lawrence. Translocas: Migración, homosexualidad y travessmo en el performance puertorriqueño reciente. Emisférica, v. 8, n. 1, s.p., 2011. Disponível em: http://hemisphericinstitute.org/hemi/pt/e-misferica-81/lafountain. Acesso em 20 de jan. 2020.

LOURO, Guacira Lopes. Corpo, Gênero e Sexualidade. 5ª ed. Petrópolis - RJ: Editora Vozes, 2010.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho: ensaios sobre a sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

LUGARINHO, Mario César. Como traduzir a teoria queer para a Língua Portuguesa. Revista Gênero, Niterói, v. 1, n. 2, p. 36-46, 2001. Disponível em: http://www.revistagenero.uff.br/index.php/revis tagenero/article/view/362. Acesso em 15 de mar. 2020.

MISKOLCI, Richard. A Teoria Queer e a questão das diferenças: por uma analítica da normalização. In: CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL − COLE, 16. Anais... Unicamp, Campinas, 2007. Disponível em: http://alb.com.br/arquivo-morto/edicoes_anteriores/anais16/prog_pdf/prog03_01.pdf. Acesso em 14 mar. 2013.

MISKOLCI, Richard. A Teoria Queer e a Sociologia: o desafio de uma analítica da normalização. Sociologias, Porto Alegre, v. 11, n. 21, p. 150-182, jan./jun. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/soc/n21/08.pdf. Acesso em: 14 mar. 2012.

MOIRA, et al. Vidas trans: a coragem de existir. Bauru, SP: Astral Cultural, 2017.

MOIRA, Amara. Destino amargo. In: MOIRA et.al. Vidas Trans: a coragem de existir. Bauru, SP: Astral Cultural, 2017, p.17-55.

ROCHA, Márcia. A luta pela aceitação. In: MOIRA et.al. Vidas Trans: a coragem de existir. Bauru, SP: Astral Cultural, 2017, p.101-133.

SCOTT, Joan W. A invisibilidade da experiência. Projeto História, São Paulo, PUC, n. 16, p. 297-325, 1998.

SEIDMAN, Steven. Queer Theory/Sociology. Malden: Blackwell, 1996.

Publicado
2020-09-15
Seção
Questões étnico-raciais e de gênero: Literatura e Educação