POSSIBILIDADES INTERDISCIPLINARES ENTRE QUÍMICA E AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS

Resumo

A discussão de questões étnico-raciais no ambiente escolar promovem relações de igualdade étnica e cultural, além de possibilitar a desconstrução de preconceitos. Assim sendo, este trabalho é motivado pela pergunta: é possível associar a disciplina de Química e as relações étnico-raciais? Neste artigo, objetivou-se identificar as produções científicas que associem o ensino de Química e as relações étnico-raciais no contexto da Educação Básica. Para isso, realizou-se um estado da arte em sete (7) artigos publicados na Revista Química Nova na Escola, analisando-se os itens: palavras-chave, objetivos, aspectos metodológicos e as principais considerações. Os resultados indicaram a possibilidade dessa associação a partir de temas geradores, pois a temática étnico-racial é rica e interdisciplinar, permitindo trabalhar conceitos químicos, atitudes e valores compromissados com a cidadania.

Palavras-chave: Ensino de Química. Lei 10.639/03. Educação Básica.

Biografia do Autor

Weslei Oliveira de Jesus, IFGoiano – Campus Urutaí

Professor da rede privada de ensino de Pires do Rio; especialista em Ensino de Ciências e Matemática pelo IFGoiano – Campus Avançado Catalão (2020); mestrando em Ensino para a Educação Básica pelo IFGoiano – Campus Urutaí.

Cristiane Maria Ribeiro, IFGoiano – Campus Urutaí

Professora do IFGoiano – Campus Urutaí; doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2005); membra do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas.

Ricardo Diógenes Dias Silveira, IFGoiano – Campus Urutaí

Professor do IFGoiano – Campus Urutaí; doutor em Biologia Celular e Molecular pela Universidade Federal de Goiás (2014); conselheiro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Diversidade Sexual e de Gênero.

Débora Astoni Moreira, IFGoiano – Campus Urutaí

Professora do IFGoiano – Campus Urutaí; pós-doutora em Engenharia Agrícola – Química Analítica Ambiental pela Universidade Federal de Viçosa (2009); coordenadora institucional PIBID-IF Goiano.

Referências

BENITE, Anna Maria Canavarro, SILVA, Juvan Pereira da., ALVINO, Antônio César Batista. Ferro, ferreiros e forja: o ensino de química pela lei nº 10.639/03. Revista Educação em Foco, v. 21, n. 3, p. 735-768, 2016.

BENITE, Anna Maria Canavarro., BASTOS, Morgana Abranches., CAMARGO, Marysson Jonas Rodrigues., VARGAS, Regina Nobre, LIMA, Geisa Louise Mariz, BENITE, Claudio Roberto Machado. Ensino de química e a ciência de matriz africana: uma discussão sobre as propriedades metálicas. Revista Química Nova na Escola, v. 39, n. 2, p. 131-141, 2017.

BRASIL. Lei n.º 10.639/2003, de 9 de janeiro de 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm. Acesso em 20 ago. 2020.

BRASIL. Resolução n.º 1, 17 de junho de 2004. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. Brasília: Conselho Nacional de Educação, Ministério da Educação, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/res012004.pdf. Acesso em 20 ago. 2020.

CATARINO, Giselle Faur de Castro, VICTER, Eline das Flores, RODRIGUES, Chang Kuo, VASCONCELLOS, Roberta Flávia Ribeiro Rolando. Perspectivas atuais em ensino de química: obstáculos e possibilidades. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v. 8, n. 3, p. 1-5, 2018.

CAMARGO, Marysson Jonas Rodrigues, VARGAS, Regina Nobre, SILVA, Juvan Pereira da, BENITE, Claudio Roberto Machado, BENITE, Anna Maria Canavarro. Do ferreiro a magnetita: o vídeo educativo como alternativa para a implementação da lei 10.639/03. Revista Química Nova na Escola, v. 41, n. 3, p. 224-232, 2019.

CAMARGO, Marysson Jonas Rodrigues, BENITE, Anna Maria Canavarro. A diáspora africana na resistência: o coletivo CIATA em ação no ensino de química. Revista del Cisen Tramas, v. 7, n. 1, p. 99-122, 2019.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. Pesquisas denominadas estado da arte. Educação & Sociedade, v. 23, n. 79, p. 257-274, 2002.

FERNANDES, Fabiana Silva; KUHLMANN JÚNIOR, Moysés. Análise de Periódicos na História da Educação: Princípios e Procedimentos. Cadernos de Pesquisa, v. 42, n. 146, p. 562-585, 2012.

GOMES, Nilma Lino. Educação, relações étnico-raciais e a lei nº 10.639/03. 2011. Disponível em: http://antigo.acordacultura.org.br/artigo-25-08-2011. Acesso em 15 ago. 2020.

GONZAGA, Rhaysa Terezinha, SANTANDER, Malu Abreu, REGIANI, Anelise Maria. A cultura afro-brasileira no ensino de química: a interdisciplinaridade da química e a história da cana-de-açúcar. Revista Química Nova na Escola, v. 41, n. 1, p. 25-32, 2019.

HEIDELMANN, Stephany Petronilho, SILVA, Joaquim Fernando Mendes. Lei federal 10.639/03 e o ensino de química: um levantamento sobre a sua efetividade nas salas de aula do estado do Rio de Janeiro. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v. 8, n. 3, p. 167-180, 2018.

JESUS, Maria Camila Lima Brito, LOPES, Edinéia Tavares. Questões étnico-raciais nas licenciaturas em química e física de uma universidade federal nordestina. Revista Brasileira de Educação, Tecnologia e Sociedade, v. 11, n. 2, p. 372-382, 2018.

MOREIRA, Patrícia., RODRIGUES FILHO, Guimes, FUSCONI, Roberta, JACOBUCCI, Daniela Franco Carvalho. A bioquímica do candomblé – possibilidades didáticas de aplicação da lei federal 10.639/03. Revista Química Nova na Escola, v. 33, n. 2, p. 85-92, 2011.

PIMENTA, Selma Garrido, ANASTASIOU, Léa das Graças Camargo. Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez, 4ª ed., 2010. 279 p.

QUEIROZ, Salete Linhares, VERAS, Lea. Química Nova na Escola: contribuições para o desenvolvimento de atividades didáticas. Revista Química Nova na Escola, v. 37, n. especial, p. 133-139, 2015.

RAMOS, Maurivan Güntzel, MASSENA, Elisa Prestes, MARQUES, Carlos Alberto. Química Nova na Escola – 20 anos: um patrimônio dos educadores químicos. Revista Química Nova na Escola, v. 37, n. especial, p. 116-120, 2015.

ROMANOWSKI, Joana Paulin, ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Revista Diálogo Educacional, v. 6, p. 37-50, 2006.

SANTOS, Elisabete Figueroa dos, PINTO, Eliane Aparecida Toledo, CHIRINÉA, Andréia Melanda. A lei nº 10.639/03 e o Epistemicídio: relações e embates. Revista Educação & Realidade, v. 43, n. 3, p. 949-967, 2018.

SILVA, Tássia Fernanda de Oliveira. Lei 10.639/03: Por uma educação antirracismo no Brasil. Revista de Estudos em Língua e Literatura, v. 16, p.103-116, 2012. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/article/download/1888/1647. Acesso em 15 ago. 2020.

SILVA, Juvan Pereira da, ALVINO, Antônio César Batista, SANTOS, Marciano, SANTOS, Vander Luiz Lopes dos, BENITE, Anna Maria Canavarro. Tem dendê, tem axé, tem química: sobre história e cultura africana e afro-brasileira no ensino de química. Revista Química Nova na Escola, v. 39, n. 1, p. 19-26, 2017.

SILVA, Erasmo Moises dos Santos, FRANCISCO JUNIOR, Wilmo Ernesto. Arte na educação para as relações étnico-raciais: um diálogo com o ensino de química. Revista Química Nova na Escola, v. 40, n. 2, p. 79-88, 2018.

SILVA, Juvan Pereira da, FAUSTINO, Gustavo Augusto Assis, ALVINO, Antônio César Batista, BENITE, Claudio Roberto Machado, BENITE, Anna Maria Canavarro. Leite em “mama” África e a educação para as relações étnico-raciais (ERER) no ensino de química. Revista Química Nova na Escola, v. 42, n. 1, p. 4-12, 2020.

VERRANGIA, Douglas, SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Cidadania, relações étnico-raciais e educação: desafios e potencialidades do ensino de Ciências. Revista Educação e Pesquisa, v. 36, n. 3, p. 705-718, 2010.

Publicado
2020-12-31
Seção
Desigualdades, identidades, epistemologias e práticas educacionais