INTERROGAÇÕES QUEER AO CURRÍCULO: SUBJETIVIDADES, DIFERENÇA E EDUCAÇÃO

Resumo

O ensaio em questão, através de interrogações ao currículo, investiga a relação entre a teoria queer e a educação, apresentando a conformação do campo teórico em suas relações e problematizações com a escola. Busca, igualmente, pensar nos corpos dissidentes e sua experiência com a escola, apresentando algumas suspeitas sobre a instituição escolar e sua produção de subjetividades. O estudo articula, por meio de uma discussão teórica, ideias ao pensamento que nos favoreçam suspeitar da escola e de sua relação com as diferenças, seus limites e potências.

Palavras-chave: Escola. Corpos dissidentes. Sexualidades.

Biografia do Autor

Robson Guedes da Silva, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Doutorando e Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pernambuco (PPGE-UFPE). Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas Foucault e Educação (GEPFE-UFPE).

Karina Miriam da Cruz Valença Alves, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco (PPGE-UFPE). Professora Adjunta do Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino (DMTE-UFPE). Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Foucault e Educação (GEPFE-UFPE).

Referências

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo. Tradução Sérgio Milliet. 2ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

BUTLER, Judith. Corpos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. Tradução Fernanda Siqueira Miguens. 1ª ed. - Rio de Janeiro: civilização Brasileira, 2018.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: feminismo e subversão da identidade; Trad. Renato Aguiar. – 8º ed. – Rio de Janeiro: civilização Brasileira, 2015.

CARRARA, Sérgio. Moralidades, racionalidades e políticas sexuais no Brasil contemporâneo. Mana, v. 21, n. 2, 2015.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 1: A vontade de saber. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Tradução de Roberto Machado, Rio de Janeiro: Graal, 1979.

DE LAURETIS, Teresa. A tecnologia do gênero. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (org.). O feminismo como crítica da cultura; Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

DE LAURETIS, Teresa. Teoria queer, 20 anos depois: identidade, sexualidade e política. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais; Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019.

LOPES, Alice Cassimiro. Teorias pós-críticas, política e currículo. Educação, Sociedade & Culturas, n. 39, p. 7-23, 2013.

LOURO, Guacira Lopes (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

LOURO, Guacira Lopes; FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana Vilodre (Org.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

LOURO, Guacira Lopes. Foucault e os estudos queer. In: RAGO, Margareth; VEIGA-NETO, Alfredo (Org.). Para uma vida não-fascista. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

OLIVEIRA, Anna Luiza Araújo Ramos Martins de; OLIVEIRA, Gustavo Gilson Sousa de. Novas tentativas de controle moral na educação: conflitos sobre gênero e sexualidade no currículo e na formação docente. Educação Unisinos, v. 22, n. 1, jan-mar., 2018.

ORWELL, George. A Revolução dos Bichos. Paraná: UENP, 2015.

PRECIADO, Paul B. Manifesto contrassexual: práticas subversivas de identidade sexual. Tradução de Maria Paula Gurgel Ribeiro. São Paulo: n-1 edições, 2014.

SCOTT, Joan W. Os usos e abusos do gênero. Revista Projeto História, n. 45, p. 327-351, dez., 2012.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

SILVA, Robson Guedes da. Corpo, masculinidade, moda e biopolítica: apontamentos para uma genealogia da saia. Revista Periódicus, v. 1, n.13, mai.-ago., 2020.

SPARGO, Tamsin. Foucault e a teoria queer. Tradução de Heci Regina Candiani; 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017.

VARELA, Julia; URIA, Fernando Alvarez. A maquinaria escolar. Teoria e educação, v.6, 1999.

Publicado
2020-12-31
Seção
Desigualdades, identidades, epistemologias e práticas educacionais