“RECEITAS PARA INSATISFAÇÃO ETERNA”: IDENTIDADE E SEXUALIDADE EM ANGELA CARTER E ALICE MUNRO

Palavras-chave: Gênero, Sexualidade, Literaturas de língua inglesa

Resumo

A ficção das escritoras Angela Carter e Alice Munro pode ser lidas como amplamente cientes da importância da sexualidade na construção de identidades e relações de gêneros. Enquanto a ficção de Munro expõe essas relações em um estilo considerado mais realista, a de Carter faz uso de espaços fantásticos para abrigarem a complexidade do tema. Ambas as autoras criam em suas escritas maneiras únicas de representar a sexualidade feminina, oferecendo novas possibilidades de ver o sujeito fora das restritivas representações comumente disponíveis em sua época.

Biografia do Autor

Alita Fonseca Balbi, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutoranda em Letras (UFMG).

Referências

ALLARDICE, Lisa. Nobel prizewinner Alice Munro: “It’s a wonderful thing for the short story”. The Guardian. 2013. Disponível em: https://www.theguardian.com/books/2013/dec/06/alice-munro-interview-nobel-prize-short-story-literature. Acesso em: 18 out. 2018.

ALMEIDA, Sandra Regina Goulart. Cartografias contemporâneas: espaço, corpo, escrita. Rio de Janeiro: 7Letras, 2015.

ATWOOD, Margaret. Introduction. Alice Munro’s best: selected stories. Toronto: McClelland & Stewart, 2008, p. 4-15.

BERNDT, Katrin. The ordinary terrors of survival: Alice Munro and the Canadian gothic. Journal of the short story in english, Presses universitaires d’Angers, v. 55, 2010. Disponível em: http://jsse.revues.org/1079. Acesso em: 8 de setembro de 2021.

BRISTOW, Joseph; BROUGHTON, Trev Lynn. Introduction. The infernal desires of Angela Carter: fiction, femininity, feminism. Nova York: Taylor & Francis, 1997, p. 1-23.

CARTER, Angela. Notes on the gothic mode. The Iowa review, University of Iowa, Iowa City, v. 6, p. 132-134, 1975.

CARTER, Angela. The passion of new Eve. Londres: Virago Press Limited, 1982.

CARTER, Angela. The sadeian woman: an exercise in cultural history. Londres: Virago, 1978.

DOS SANTOS, José. “Semiose e narratividade na ficção de Alice Munro: o exemplo de “Friend of my Youth” e “Meneseteung””. Textura, Universidade Luterana do Brasil, Canoas, n. 16, p. 4-16, 2007.

DUNCKER, Patricia. Queer gothic: Angela Carter and the lost narratives of sexual subversion. Critical survey, Berghahn, Nova York, v. 8, p. 58-68, 1996.

GILBERT, M. S.; GUBAR, S. The madwoman in the attic: the woman writer and the nineteenth-century literary imagination. 2. edição. New Haven: Yale Nota Bene, 2000.

MOERS, Ellen. Literary women. 1. edição. Nova York: Doubleday & Company Inc, 1976.

MUNRO, Alice. Who do you think you are? Toronto: Penguin Canada, 2006.

THOMAS, Sue. Reading female sexual desire in Alice Munro’s Lives of girls and women. Critique: studies in contemporary fiction, v. 36, p. 107-120.

Publicado
2021-10-27
Seção
Sexualidades e estudos queer