LITERATURA E DIREITOS DA MULHER

  • Carlos Magno Gomes

Resumo

Este ensaio traz algumas reflexões sobre as possibilidades de releituras das obras literárias a partir da abordagem política da Lei Maria da Penha, que cria mecanismos de coibição da violência doméstica contra a mulher. Levando em conta os direitos femininos e a nova legislação vigente, apresentamos uma proposta de leitura, que valoriza as questões ideológicas de gênero por trás das representações da violência contra a mulher. Metodologicamente, partimos dos conceitos de “comunidade interpretativa”, de Stuart Hall, e de “femicídio”, de Lia Zanotta Machado, para explorarmos a legislação sobre os direitos da mulher como um intertexto cultural estratégico nas aulas de literatura.
Seção
DOSSIÊ: ENTRE GÊNERO, EROTISMO E SEXUALIDADES