MULHERES SILENCIADAS - O FEMICÍDIO NO DISCURSO PROCESSUAL DA BAHIA

  • Angela Carla de Farias
  • Osvaldo Francisco Ribas Lobos Fernandez

Resumo

O presente trabalho analisa as representações discursivas dos processos relativos a femicídios - assassinatos de mulheres - ocorridos na cidade de Inhambupe, Bahia, entre os anos de 1996 a 2006. Identificados como “crimes passionais”, os femicídios trazem as marcas da opressão feminina para além do espaço da casa, pois reforçam o silenciamento da mulher pelos tribunais brasileiros. Nos casos em estudo, os acusados são companheiros que assassinam a mulher por suspeitar de infidelidade, mas não são punidos por falta de provas ou falha da justiça. Dentro desta perspectiva e tendo como base as narrativas processuais em suas diversas fases - inquérito, processo e julgamento, buscou-se no discurso dos atores jurídicos
Seção
DOSSIÊ: ENTRE GÊNERO, EROTISMO E SEXUALIDADES