(AUTO)BIOGRAFIA, IDENTIDADES E ALTERIDADE: MODOS DE NARRAÇÃO, ESCRITAS DE SI E PRÁTICAS DE FORMAÇÃO NA PÓS-GRADUAÇÃO

Elizeu Clementino de Souza

Resumo


O trabalho toma os conceitos de biografização, identidade e formação como modos de narração constituídos de discursos da memória, a partir da centralidade do sujeito que narra. Buscar-se-á discutir questões vinculadas a construção identitária de profissionais da docência em processo de formação inicial/continuada, especificamente, por meio de narrativas auto-referentes, entendidas como instrumento de (auto)formação, de pesquisa e de intervenção, no contexto da pós- graduação. O eixo central de análise é a pesquisa ‘Profissionalização docente e identidade: histórias de vida, narrativas e formação na pós-graduação’, desenvolvida no PPGEduC/UNEB, ao centrar-se num outro eixo da pesquisa autobiográfica, com ênfase no processo de Investigação-Formação por meio da narrativa de profissionais que estão em formação inicial/continuada, cursando mestrado ou doutorado, entendendo a narrativa autobiográfica como uma metodologia de trabalhar e significar esta formação. Trata-se de analisar, através do aporte teórico-metodológico das narrativas autobiográficas, para entendê-las em seu tríplice aspecto: tanto como fenômeno (o ato de narrar-se), quanto como método de investigação e, ainda, como processo de auto formação e de intervenção na construção identitária de professores e de formadores, expressas em diferentes modos de narração e discursos da memória.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA FÓRUM IDENTIDADES
Itabaiana: GEPIADDE. 

ISSN 1982-3916

Classificação Qualis CAPES 2017-2020 como A3.

 

INDEXADORES