OS CONTOS E OS PONTOS: O LUGAR DO SABER E OS SABERES QUE TEM LUGAR NAS RODAS DA PEDAGOGIA GRIÔ

  • Doris Regina Barros da Silva

Resumo

O presente trabalho resulta de pesquisa desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ – que investiga a aplicação da pedagogia Griô em uma escola de formação de professores. O termo Griô é uma adaptação para a língua portuguesa do termo francês Griot, que designa os agentes culturais da tradição oral africana. Inspirados nesse conceito de produção e difusão de saberes com base na oralidade, a Organização Não-Governamental (ONG) Associação Grãos de Luz e Griô da cidade de Lençóis, na Bahia, desenvolveu uma pedagogia que denominou de Pedagogia Griô e parte do reconhecimento de que a oralidade é praticada por diversos agentes da cultura brasileira, caminhantes que ligam fios familiares e comunitários (PACHECO, 2006, p.44).Adotamos como metodologia: revisão bibliográfica, observação e entrevistas.
Seção
DOSSIÊ: EDUCAÇÃO E AFRICANIDADES