DES/CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE ETNICORRACIAL A PARTIR DA RELAÇÃO COM A MATEMÁTICA

Evanilson Tavares de França

Resumo


O artigo que por ora subscrevemos resulta de uma incursão investigativa na tentativa de compreender a relação entre a matemática processada nas salas de aula e a construção da identidade de crianças negras. A opção pela matemática é fruto do enquadramento social no qual se encontra esta disciplina e de sua inserção em todos os níveis e modalidades da educação básica – com uma carga horária, via de regra, superior à maioria das disciplinas. Outro fator que parece justificar a nossa escolha, diz respeito à concepção reinante de que se trata de campo de conhecimento extremamente técnico – o que, talvez, não legasse contribuição ou contribuísse minimamente com a des/construção da identidade de crianças negras. Contudo, independentemente da área científica onde se possa alocar esta disciplina, ela não perde seu caráter de construção eminentemente humana, o que lhe atribui data e local de nascimento (mesmo que as contribuições variem), representações sociais e valores, que lhe encorpam.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA FÓRUM IDENTIDADES
Itabaiana: GEPIADDE. 

ISSN 1982-3916

 

INDEXADORES