SOB O VENTRE DOS FRUTOS: CORPOREIDADE EM ADÉLIA PRADO E PAULA TAVARES1

  • Adriana Sacramento

Resumo

Partindo do fato poético, Mulher é desdobrábel, em Adélia Prado e Paula Tavares, procuro observara presença de um corpo como uma espécie de espaço que se desdobra. Será desse status que ireidelinear a construção de uma corporeidade, a partir do instante culinário porque é por ele que menorteio não somente enquanto temática, mas como forma de representação que marca um instanteinaugural da literatura contemporânea.
Seção
SEÇÃO LIVRE