AGENCIAMENTO DE DISCURSOE ÉTNICOS NO ENSINO DE HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRAS A DISTÂNCIA

  • Zelinda Barros

Resumo

Um dos desdobramentos contemporâneos da luta pelo reconhecimento de direitos dos afro- brasileiros, induzido pelas Leis 10.639/03 e 11.645/08, foi a formação de professores para a Educação das Relações Étnico-raciais a distância. Na interação virtual, é importante observarmos como os participantes, a partir de situações sociais particulares, respondem às diferenças culturais observadas e como se posicionam em relação a temas explicitamente referidos a um segmento específico. Neste artigo, discuto de que modo a formação de professores para o ensino de História e Cultura Afro-brasileiras à distância repercute na apropriação e reelaboração de um discurso étnico analisando o agenciamento deste tipo de discurso pelos participantes em interação num contexto discursivo em que a história e a cultura negras são destacadas.
Seção
DOSSIÊ: EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ETNICORRACIAIS: LEGADO AFRICANO