QUESTÕES DE GÊNERO E POLÍTICA DA IMAGINAÇÃO NA POESIA DE ANGÉLICA FREITAS

  • Anélia Montechiari Pietrani

Resumo

O livro Um útero é do tamanho de um punho, da poeta gaúcha Angélica Freitas, uma das mais representativas autoras da poesia brasileira contemporânea, será tomado como exemplo para o estudo da problemática em torno das questões de gênero na atualidade brasileira do século XXI. Em um tom melancólico e cômico, seus poemas evidenciam as relações político-textuais e político-contextuais na poesia, contribuindo para a compreensão da razão de uma política da imaginação nos estudos literários. Tomaremos por suporte teórico-filosófico os textos das filósofas Hannah Arendt e Martha Nussbaum, bem como de Rita Felski, crítica feminista norte-americana e professora do Departamento de Inglês da Universidade da Virgínia.

Seção
DOSSIÊ: QUESTÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADE NA EDUCAÇÃO E LITERATURA