A ESCOLA E O TERREIRO NA PERSPECTIVA DE FAMÍLIAS CANDOMBLECISTAS

  • Eduardo Quintana

Resumo

O presente artigo busca trabalhar, a partir de referenciais teórico-metodológicos das Ciências Sociais e das ERER, a relação entre o candomblé e a escola. No texto procuro responder as seguintes questões: como os praticantes do candomblé compatibilizaram a escolarização com suas “obrigações religiosas”; qual a função da escola e da religião na educação dos filhos. Na coleta de dados utilizei entrevista semiestruturada. Foram analisados os conteúdos de oito entrevistas. Os resultados possibilitam afirmar que os entrevistados valorizam a escola, escolarização dos filhos, como espaço de aprendizagens instrumentais e de certificação, e o terreiro como espaço de formação identitária.
Seção
Dossiê: Educação e aspectos históricos e culturais das questões africanas e afro-brasileiras