VIOLENTA SEDUÇÃO: O FEMININO MALDITO EM LÚCIO CARDOSO

Cristiano Rosa, Raquel Lima

Resumo


A análise comparativa no corpo do texto foi estabelecida entre duas personagens femininas das narrativas cardosianas, Stela e Nina, respectivamente das obras Inácio (1944) e Crônica da casa assassinada (1959). As personagens utilizam-se da própria sensualidade como uma arma, é uma beleza monstruosa e fatal. Tanto Nina quanto Stela representam os perfis da feminilidade maligna, ambas são descritas em seus respectivos enredos como mulheres perversas e cruéis. Nina ao mesmo tempo em que desperta o desejo, também traz o desconserto da família Meneses, já Stela é a prostituta mais cobiçada do Rio de Janeiro e a sua beleza também é mortífera. Para desenvolver a leitura sobre estudos comparativos recorreu-se a NITRINI (2010) e as teorias que envolvem as faces dos monstros JEHA (2007), entre outros aportes críticos que nortearam a pesquisa. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA FÓRUM IDENTIDADES
Itabaiana: GEPIADDE. 

ISSN 1982-3916

Classificação Qualis CAPES 2017-2020 como A3.

 

INDEXADORES