PAIXÃO PAGU: A DESCONSTRUÇÃO DO MITO DA FEMME FATALE

  • Karine Rocha

Resumo

O presente artigo tem por objeto analisar a vivência sexual de Patrícia Galvão em Paixão Pagu: a autobiografia precoce de Patrícia Galvão. Publicada em 2005, a obra é uma extensa carta que a escritora endereçou ao seu marido Geraldo Ferraz. O objetivo de Pagu era dizer quem ela realmente foi. Aqui nos focaremos apenas em alguns trechos da carta que apontam para a desconstrução de uma personalidade de femme fatale. Para tal leitura, articularemos teorias sobre a escrita autobiográfica com questões de gênero. 

Seção
Dossiê: A violência na literatura e na cultura