OS SÃO BERNARDO(S) DE GRACILIANO RAMOS E LEON HIRSZMAN

  • Carlos Eduardo Japiassu Quieroz

Resumo

Este artigo tem como objetivo uma análise comparativa entre o romance São Bernardo, de Graciliano Ramos, escrito em 1934, e sua adaptação homônima para o cinema, realizada pelo diretor Leon Hirszman, em 1972, elegendo como recorte investigativo um estudo acerca da configuração do tempo na estrutura narrativa das duas obras. Neste âmbito teórico, o artigo visa contemplar primeiramente a análise da estrutura temporal do romance e, a partir do seu resultado, abordar a adaptação para o cinema no sentido de uma reflexão acerca do projeto de adaptação adotado pelo diretor-roteirista.

Seção
SEÇÃO LIVRE