A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DA MULHER NEGRA EM MIA COUTO

  • Diná Mendes de Souza
  • Maria Edileuza da Costa

Resumo

O presente trabalho pretende conhecer a constituição do perfil indentitário das mulheres moçambicanas nos contos do autor Mia Couto, na obra: O fio das Missangas. Exímio contista, seus textos trazem uma riqueza nos aspectos: literário e cultural, ao trazer mulheres, em seus diversos contextos. Nos contos analisados: As três irmãs, A saia amarrotada, Meia culpa, meia própria culpa, encontramos histórias de mulheres em situação de completa submissão, opressão e em busca da identidade. Entretanto, à luz de autores como: Correia (2009), Meyer e Soares (2004), Bauman (2005), Hamilton (1999), e outros, compreendemos como em Mia Couto, as mulheres dentro dos contos vivem situações de conflitos e crise identitária características dos sujeitos pós-coloniais, tão presentes na Literatura moçambicana, mas mesmo assim, elas lutam e resistem buscando encontrar o seu espaço devido no mundo de homens. 

Seção
Dossiê: Recepção e intertextualidades na literatura de autoria feminina