MARCAS DE ORALIDADE EM TEXTOS NA MPB: ERRO OU NÃO ERRO?

Gilvan da Costa Santana

Resumo


As diferentes variedades linguísticas são elementos integradores dos processos comunicativos e da compreensão da língua  portuguesa padrão e não padrão como língua materna geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade.  Portanto,  lançamos mão, neste estudo, de conceitos relevantes enfatizados incansavelmente pela Sociolinguística, relacionando-os com músicas do cancioneiro brasileiro como manifestações artísticas da língua verbal e utilizando-as como instrumento para aquisição e construção de conhecimentos que se contrapõem a preconceitos de ordem social e linguística. Destarte, compete à escola orientar o aluno a fazer uso das diferentes formas de emprego  da  língua  portuguesa, reconhecendo e comparando os efeitos de sentido e emprego decorrentes da escolha das diferentes variedades linguísticas em sua legítima adequação. Em outras palavras, é preciso reconhecer e adequar os usos da norma-padrão/culta e da norma não padrão/popular da língua portuguesa nas diferentes esferas de comunicação, considerando situações específicas de uso diacrônico, diatópico e diastrático.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA FÓRUM IDENTIDADES
Itabaiana: GEPIADDE. 

ISSN 1982-3916

Classificação Qualis CAPES 2017-2020 como A3.

 

INDEXADORES