A CIÊNCIA PODE EMOCIONAR: A CRIAÇÃO DE UM ARTEFATO INTERATIVO EM UM MUSEU DE CIÊNCIA

Gustavo Lopes Ferreira, Daniela Franco Carvalho

Resumo


Neste artigo apresentamos os resultados de uma pesquisa em um museu de ciências cujo objetivo foi criar um artefato interativo. Para tanto, resgatamos o conceito de interatividade percebendo sua constituição na prática dos museus atuais, isto requereu também, voltarmos à ideia de contemplação nos museus. Contemplação e interatividade são dois elementos que se complementam e que podem fazer parte da experiência do visitante em um museu, defendemos até que, seja melhor que as duas apareçam juntas. Desta maneira, a interatividade está para além da manipulação física de objetos, é uma possibilidade para o surgimento de outras interações, emocionais e intelectuais. Tais interações podem potencializar a experiência com a Ciência quando se visita um museu de ciências.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA FÓRUM IDENTIDADES
Itabaiana: GEPIADDE. 

ISSN 1982-3916

 

INDEXADORES