A CIÊNCIA PODE EMOCIONAR: A CRIAÇÃO DE UM ARTEFATO INTERATIVO EM UM MUSEU DE CIÊNCIA

  • Gustavo Lopes Ferreira
  • Daniela Franco Carvalho

Resumo

Neste artigo apresentamos os resultados de uma pesquisa em um museu de ciências cujo objetivo foi criar um artefato interativo. Para tanto, resgatamos o conceito de interatividade percebendo sua constituição na prática dos museus atuais, isto requereu também, voltarmos à ideia de contemplação nos museus. Contemplação e interatividade são dois elementos que se complementam e que podem fazer parte da experiência do visitante em um museu, defendemos até que, seja melhor que as duas apareçam juntas. Desta maneira, a interatividade está para além da manipulação física de objetos, é uma possibilidade para o surgimento de outras interações, emocionais e intelectuais. Tais interações podem potencializar a experiência com a Ciência quando se visita um museu de ciências.

Publicado
2017-05-06
Seção
Dossiê: INVESTIGAÇÕES EM ENSINO: ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS EM DISTINTAS REALIDADES