O ESPAÇO DA MOBILIDADE EM MARCELINO FREIRE

  • Cássio Augusto Nascimento Farias
  • Jeane de Cassia Nascimento Santos

Resumo

As reflexões deste artigo centram-se na análise de três contos de Marcelino Freire: “Meu escravo de estimação” e “Curso superior”, de Contos Negreiros (2005), e “Modelo de vida”, de Amar é crime (2015). Nos três casos, busca-se investigar qual a função do espaço para compreender o fenômeno da ascensão social de afro-brasileiros e suas respectivas implicações. Para tanto, assume-se as perspectivas teóricas de Hall (2005) e Santos e Oliveira (2001) que consideram o espaço como elemento que denota valores construídos culturalmente. Com o intuito de reconhecer as questões relacionadas ao afrodescendente no Brasil, foram, majoritariamente, debatidas as considerações de Fernandes (2007) e Munanga (1996).

Seção
Dossiê Temático: LITERATURA E QUESTÕES AFRO-BRASILEIRAS