NÓS SOMOS PRETOS! UM OLHAR SOBRE AS RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS NO MUNICÍPIO DE TEODORO SAMPAIO-BAHIA

  • Eider Ferreira Santos
  • Maria de Fátima Berenice da Cruz

Resumo

O presente trabalho objetivo compreender os fenômenos que tem influenciado a maior parte da população do município de Teodoro Sampaio-Ba a auto declarar-se negra, ao tempo que discute a construção do racismo no Brasil e suas consequências para a população negra. O mesmo trabalho justifica-se por problematizar as questões concernentes as relações etnicorraciais no contexto baiano, em específico no município de Teodoro Sampaio que, segundo dados do senso do IBGE de 2010 é a segunda cidade baiana que mais se auto declarou preta. Pesquisa qualitativa com enfoque bibliográfico, tem como base as discussões de Alencar (2010), Telles (2012), Oliveira e Oliveira (2015), os quais foram base para a compreensão de que a ancestralidade negra, a presença de comunidade quilombola, terreiros de candomblé, capoeira e samba de roda, são importantes para o reconhecimento e pertencimento de suas origens. 
Seção
Dossiê Temático: LITERATURA E QUESTÕES AFRO-BRASILEIRAS