ESCOLA SEM PARTIDO”: UMA ANÁLISE DO CONTEÚDO DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS NAS REDES E MÍDIAS SOCIAIS

  • Luana Nunes Martins de Lima
  • Liliane Tavares

Resumo

Este artigo tem como objetivo mapear as tensões presentes nas redes e mídias sociais (internet) que envolvem o programa Escola sem Partido, coordenadas por dois grupos antagônicos (contrários e favoráveis), bem como analisar as representações criadas por estes dois grupos. A pesquisa foi desenvolvida a partir de levantamento bibliográfico teórico-conceitual sobre a temática de representações sociais e a temática da análise do conteúdo. Além disso, fizemos uso de técnicas da Análise do Conteúdo, utilizando a internet para a coleta de dados, mais precisamente na rede social Facebook, em blogs e sites. Por meio da análise exploratória qualitativa de algumas imagens e da análise temática das mensagens foi possível apresentar algumas representações sociais criadas que fortalecem as tensões entre os dois grupos e exercem pressão e influência na opinião pública. A escola é alvo direto deste debate, portanto, relacionamos a discussão com a prática docente e a responsabilidade do professor na mediação do conhecimento.

Seção
PRÁTICAS E PERSPECTIVAS TEÓRICAS E INVESTIGATIVAS MULTI E INTERDISCIPLINARES NO ENSINO E NA FORMAÇÃO DOCENTE