Chamadas

 Chamadas para 2022 

Volume 36 - jul-dez de 2022

Volume temático: Relações étnico-raciais: protagonismos negros e indígenas em múltiplos territórios e contextos educacionais
Organizadoras: Profa. Dra. Edinéia Tavares Lopes - NEABI/UFS, Profa. Dra. Vilma Aparecida de Pinho - GEABI/UFPA, Profa. Dra. Ivanilde [Ivy] Guedes Mattos – FIRMINA/UEFS

Ementa: O modelo civilizatório eurocêntrico desenvolvido na América Latina e África intentou destituir as populações colonizadas de seu modo de ser, agir, estar e conviver no mundo, produzindo as colonialidades do poder, saber, ser e crer, as quais ainda se reproduzem nas relações sociais, políticas, econômicas e culturais. As populações afro-diaspóricas, os povos ameríndios, as populações periféricas, mulheres etc., sempre resistiram ao apagamento das suas histórias e culturas, à inferiorização e homogeneização de suas identidades e lutaram e lutam pelo direito ao reconhecimento e à reparação histórica. Por um lado, convivemos diuturnamente com manifestações de racismos (em todas as suas formas), violência contra povos indígenas e pessoas negras, por outro, com ações, atitudes, projetos que rompem ou pelo menos criam fissuras contra essas violências que se fundamentam em concepções de inferioridades raciais que tem suas origens no racialismo biológico. Essa realidade ambígua é colocada cotidianamente e mais ainda, nos últimos anos, com a ascensão da ultradireita ao poder, como é o caso do Brasil.  Dessa forma, devemos perguntar: Quais práticas e epistemetodologias buscam romper com essa realidade? Como as estruturas, as instituições têm (ou não) se comprometido com o combate ao racismo? Como a universidade tem pautado suas práticas (ensino, pesquisa, extensão, gestão) em uma política antirracista? Este dossiê tem o objetivo de acolher artigos que abordem pesquisas nacionais e internacionais que situam suas perspectivas de resistências afro-diaspóricas e dos povos ameríndios em múltiplos contextos e territórios educacionais.

Prazo final para recebimento de artigos para  vol 36: 30/08/2022.
Meio de envio: pela plataforma da revista
https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/about/submissions
Obs: O/a autor/a precisa fazer o cadastro no site da revista e, logo após, submeter o texto para ser avaliado.
Previsão de publicação: dezembro 2022.

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 35, vol 1 - jan-jul de 2022

Volume temático: ABORDAGENS DECOLONIAIS NAS LITERATURAS DO BRASIL, DA AMÉRICA-LATINA E DA ÁFRICA
Organizadores: Tiago Barbosa da Silva (UFBA) e Thays Albuquerque (UEPB)

Ementa: Para os estudos decoloniais, a revisão crítica do passado não pode deixar de lado o perverso sistema de violências e torturas impostas pela necropolítica do colonialismo europeu como apontado por A. Mbembe (2018). Para pensadores/as latino-americanos/as, como A. Quijano (2005), G. Anzaldúa (2019), M. Lugones (2014) e W. Mignolo (2007), os estudos da decolonialidade proporcionam uma crítica aos significados hegemônicos impostos pelo processo de colonização sobretudo em torno dos discursos do silenciamento da violência e terror sofridos pelos colonizados pelo sistema capitalista patriarcal. Um dos paradigmas da decolonialidade, proposto por Quijano, questiona a postura colonizadora de colocar os povos dominados como inferiores e subalternos (2005).  Dessa forma, uma estratégia interpretativa que parte dos estudos decoloniais propõe revisar as estruturas fixas das relações identitárias para contestar a dicotomia entre branco superior e colonizado inferior. Essa lógica normatizada pelo poder colonial e fundamentada pela retórica da modernidade é questionada por abordagens epistêmicas, teóricas e políticas capazes de repercutir as vozes e as perspectivas dos sujeitos colonizados pela violência estrutural. Assim, uma abordagem decolonial contesta as verdades impostas pela colonização do discurso de superioridade eurocêntrica e explicita a “lógica opressiva da modernidade colonial” como indica María Lugones ao reconhecer que precisamos ir além e desmistificar a colonialidade de gênero, que considera as mulheres duplamente inferiores aos homens colonizados. Entre esses sujeitos, estão mulheres amefricanas e indígenas, por exemplo, que questionam as opressões biológicas, como destaca Lélia Gonzalez (2019) sobre o proletariado afro-latino-americano. Para essas pensadoras, Gonzalez e Lugones, a estratégia decolonial vai além dos filtros ideológicos para privilegiar a performance feminista decolonial. Por essa perspectiva, decolonizar é revisar a herança pós-colonial a partir do lugar de resistência das diferentes identidades menosprezadas pela colonialidade do poder. Diante desses pressupostos decoloniais, o volume 35 da Revista Fórum Identidades recebe propostas artigos inéditos que analisam textos literários produzidos por escritoras e escritores que revisam o processo de colonização do Brasil, da América Latina ou da África por meio do reconhecimento da necropolítica do discurso colonizado para valorizar o lugar de fala das mulheres, dos/das afrodescendentes, dos/as nativos/as, dos grupos LGBTQIA+, ou de outras identidades que questionam a normatização da violência estrutural que atravessa o discurso da colonialidade.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 35: 30/06/2022.
Meio de envio: pela plataforma da revista
https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/about/submissions
Obs: O/a autor/a precisa fazer o cadastro no site da revista e, logo após, submeter o texto para ser avaliado.
Previsão de publicação: setembro 2022.

 Chamadas para 2021 

Volume 34, vol 1 - jul-dez de 2021

Volume temático: Letramentos críticos, questões pós-coloniais e sexuais

Organizadores: membros do Conselho Editorial

Ementa: Este volume aceita artigos sobre o debate acerca das possibilidades de letramentos escolares, fazendo reflexões sobre quais estratégias poderemos usar para uma prática eficiente de leitura do texto  literário para ouvintes e surdos. Por exemplo, práticas com textos de suspense, por canções e por abordagens  feministas, entre outras.   Tais abordagens ampliam o leque de atuação dos professores que trabalham com ensino de literatura. Quanto às questões pós-coloniais, estamos recebendo textos que se voltem para o estudo de escritores/as africanos/as como também produções afro-brasileiras, investigando o quanto a literatura revisa as estratégias de colonização. No que se refere às abordagens de gênero, aceitamos diferentes enfoques sobre as manifestações da homossexualidade masculina e feminina, sobre a representação da lésbica e do gay, entre outras representações identitárias e sexuais, no texto literário.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 34: 30/10/2021.
Meio de envio: pela plataforma da revista
Obs: O/a autor/a precisa fazer o cadastro no site da revista e, logo após, submeter o texto para ser avaliado.

Previsão de publicação: Dezembro de 2021.

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 33, vol. 01 jan-jun de 2021

DossiêQUESTIONAMENTOS DE GÊNERO NA LITERATURA
Organizadores: membros do Conselho Editorial

Ementa: Este dossiê aceita artigos inéditos que debatam questões de gênero nas representações literárias como violência contra a mulher, lugar de falar, resgate de escritoras silenciadas pelo cânone, identidades afro-brasileiras femininas, entre outras, a partir da crítica feminista e dos estudos culturais. Os textos devem promover reflexões que valorizem os direitos da mulher por meio de estratégias estéticas e/ou políticas de deslocamento das identidades hegemônicas. Pesquisadoras como Heloísa Buarque de Hollanda, Djamila Ribeiro e  Lia Zanotta Machado  destacam a relevância das contribuições feministas para a ampliação de nossos horizontes culturais, reforçando a necessidade de produzirmos mais releituras de textos literários para problematizarmos como as identidades femininas são vítimas de aniquilamentos físicos e simbólicos em diversos contextos sociais. Portanto, estamos interessados em divulgar pesquisas que analisem textos literários produzidos por meio de estratégias de questionamento da submissão feminina e da violência contra a mulher, desmascarando valores patriarcais, preconceitos raciais e abusos sexuais, entre outros.

Prazo para envio do texto: 30/03.
Os/as autores/as devem se cadastrar no site da revista.
Normas no site: https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades
Prazo para publicação junho de 2021

 Chamadas para 2020 

Chamadas para Revista Fórum Identidades - ISSN 1982-3916

Volume 32 - jul-dez de 2020

Dossiê –  Desigualdades, identidades, epistemologias e práticas educacionais 

Orgnizadores: Dra. Edinéia Tavares Lopes (Universidade Federal de Sergipe - UFS) e Dra Lívia Jéssica Messias de Almeida (Universidade Federal de Sergipe- UFS)

Este Dossiê  tem por objetivo acolher trabalhos que investiguem as múltiplas dimensões de espaços e tempos educacionais nacional e internacional, visando fortalecer epistemologias e práticas que reflitam as relações entre as desigualdades sociais e as distintas identidades dos sujeitos educacionais, em como os processos de ensino nos quais estão envolvidos.  Para isso, receberemos propostas de investigações que questionem as discriminações de classe social, gênero, orientação sexual, raça, etnia, religião e outras, problematizadas em espaços formativos formais ou informais, na educação e no ensino, apresentando resultados e/ou propondo fundamentos teóricos, metodológicos e avaliativos sobre eles.

Na sessão livre, receberemos artigos com diferentes enfoques no campo da educação em diferentes áreas.

Obs: O/a autor/a precisa fazer o cadastro no site da revista e, logo após, submeter o texto para ser avaliado. Para confirmar, enviar também (cópia sem identificação)  para o e-mail do editor: magno11@uol.com.br

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 31 - jan-jun de 2020

Dossiê: Questões  de gênero e ´´etnico-raciais: desafios em Literatura e na Educação

Orgnizadores: Conselho editorial

Este dossiê aceita artigo sobre reflexões nos campo da Educação e Letras, abordando questões identitárias e propostas pedagógicas que valorize os direitos humanos.  Quanto às questões de gênero, valorizaremos abordagens que resgatem escritoras de língua portuguesa que resistiram aos seus contextos de opressão e exclusão e conseguiram construir publicar textos literários. 

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Letras, Educação e áreas afins.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 31: 30/09/2020.
Meio de envio: pela plataforma da revista


Obs: O/a autor/a precisa fazer o cadastro no site da revista e, logo após, submeter o texto para ser avaliado. Para confirmar, enviar também  cópia sem identificação  para o e-mail do editor: magno11@uol.com.br

Prazo de avaliação dos artigos: entre setembro e outubro de 2020.
Previsão de parecer final: outubro/novembro de 2020.

Previsão de publicação: Novembro de 2020.

 Chamadas para 2019 

Chamadas 2019 para Revista Fórum Identidades - ISSN 1982-3916

A Revista Fórum Identidades é composta de duas partes:

I - Dossiê temático - Sempre divulgado previamente sobre questões de Educação, Ensino, Letras e Literatura, Cinema diversidade cultural, tendo como foco os espaços e os deslocamentos identitários debatidos por diferentes áreas: Educação, Letras, Interdisciplinar, Comunicação, Sociologia, Artes, entre outras.

II - Seção Livre - artigos com diferentes enfoques sobre Identidades, Diferenças e Alteridades.

Este periódico aceita artigos que abordem, prioritariamente, questões acerca da diversidade cultural, identidades, questões de gênero, étnico-raciais, sexuais,  de diferentes áreas: Interdisciplinar, Letras, Ensino, Educação,  entre outros.

Endereço: http://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/index

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 30 - mai-ago de 2019


Organizadores/as: Dr. Rodrigo Arellano Saavedra (Universidad Católica del Maule- Chile); Dra. Karla Lucia Bento (Universidade Regional de Blumenau – FURB); Dr. Leonel Piovezana (Universidade Comunitária da Região de Chapecó – Unochapecó); Dra. Edinéia Tavares Lopes (Universidade Federal de Sergipe - UFS).

Dossiê: Processos decoloniais e a (re)afirmação de identidades étnicas em territórios indígenas e afrodescendentes

O processo colonial desenvolvido na América Latina pautou-se na construção de identidades a partir de um modelo civilizatório monocultural e eurocêntrico. Para demarcar o lugar de cada um dentro dessa estrutura colonial, construiu-se a ideia de raça que naturalizou os papeis de subserviência desse sistema. Assim, os povos originários que habitavam o território americano passaram todos à categoria de ‘índios’. Já as pessoas arrancadas das mais diferentes partes da África foram classificadas como ‘negras’. Tal processo intentou destituir as populações colonizadas de sua cultura, seu modo de ser, agir, estar e conviver no mundo, produzindo as colonialidades do poder, saber, ser e crer, as quais ainda se reproduzem nas relações sociais, políticas, econômicas e culturais do atual sistema capitalista. Gerar processos decoloniais e de (re)afirmação de identidades étnicas em territórios indígenas e afrodescendentes na América Latina torna-se imperativo para movimentos de resistência que intentam reafirmar e reconstruir modos de ser, estar e conviver historicamente subalternizados. Assim, o presente dossiê tem por objetivo acolher trabalhos que investiguem esses processos decoloniais com vistas a fortalecer epistemetodologias pautadas na interculturalidade e justiça social.

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Artes, Cinema, Interdisciplinar, Literatura, História, Sociologia, Antropologia e áreas afins.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 30: 30/05/2019.

Meio de envio: somente com envio para o e-mail da editora:  Edineia Tavares Lopes: edineia.ufs@gmail.com

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 29 - jan-abr de 2019


Organizador: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes (UFS/CNPq)

DossiêLiteratura de autoria feminina e resistência

Este dossiê aceita artigo sobre o resgate de escritoras de língua portuguesa que resistiram aos seus contextos de opressão e exclusão e conseguiram construir publicar textos literários. Damos prioridades, as escritoras que destacaram a resistência como um de seus temas literários em Portugal, Brasil e África nos séculos XIX e XX. 

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Letras, Literatura,  Interdisciplinar, Educação e áreas afins.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 29: 30/04/2019.

Meio de envio: somente com envio para o e-mail do organizador: calmag@bol.com.br

Prazo de avaliação dos artigos: entre maio e  junho de 2019.

Resultado: julho de 2019

 Chamadas para 2018 

Revista Fórum Identidades – ISSN 1982-3916

Chamada 2018

Este periódico tem duas partes:

I - Dossiê temático - Sempre divulgado previamente sobre questões de Educação, Ensino, Letras e Literatura, Cinema e diversidade cultural, tendo como foco os espaços e os deslocamentos identitários debatidos por diferentes áreas: Educação, Letras, Interdisciplinar, Comunicação, Sociologia, Artes, entre outras.

II - Seção Livre - artigos com diferentes enfoques sobre Identidades, Diferenças e Alteridades.

Este periódico aceita artigos que abordem, prioritariamente, questões acerca da diversidade cultural, identidades, questões de gênero, étnico-raciais, sexuais,  de diferentes áreas: Interdisciplinar, Letras, Ensino, Educação,  entre outros.

Endereço: http://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/index

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 28 – set-dez de 2018

Organizadores: Prof. Dr. Marcos Ribeiro de Melo (DPS/PPGCINE-UFS), Profª Drª Michele de Freitas Faria de Vasconcelos (DEDI/PPGPSI-UFS),  Profª Drª Ana Angela Farias Gomes (DCOS/PPGCINE-UFS)

Dossiê: Cinema, imagens e as contranarrativas da diferença

Ementa do dossiê: Partindo da composição interdisciplinar dos estudos de cinema e da dimensão estético-política que constitui este campo, o presente dossiê reunirá artigos e ensaios acadêmicos que se debrucem sobre o cinema como ferramenta de produção de imagens-narrativas de contrafluxo. Desta maneira, a proposta que aqui se delineia acolherá trabalhos pautados nos debates pós-identitários/pós-coloniais/queer, entre outros referenciais, que investem em análises que acolham o complexo, paradoxal, híbrido como aposta nessa “estranha mania de ter fé na vida” (ou como aposta na afirmação da vida).   

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Interdisciplinar, Comunicação, Artes, Letras, entre outras.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 28: 15/07/2018

Meio de envio: somente com envio para o e-mail dos organizadores deste volume:  Marcos: marcos_demelo@hotmail.com

Observação: O envio de artigos para a seção livre deste volume pode ser feita pelo e-mail do Coordenador de edição: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes: calmag@bol.com.br

 

Consultar NORMAS DA REVISTA em  Diretrizes para Autores (atualizada)

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 27 – mai-ago de 2018

Organizadores: Prof. Dr. Rodrigo Arellano Saavedra - Universidade Católica do Maule – Chile <rodrigo.arellanosaavedra@gmail.com>; Prof. Dr. Jaime Moreira Ribeiro - Politécnico de Leiria - Portugal <jribeiro@ludomedia.pt>; Profa. Dra. Edinéia Tavares Lopes - Universidade Federal de Sergipe

Dossiê:  Investigação em Educação e Formação Docente em contextos internacionais

Para o Dossiê,  serão selecionados trabalhos que tratam de investigações relacionadas ao campo da Educação e formação docente em contextos internacionais.  Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Educação, Ensino, Letras, Interdisciplinar, Sociologia, Antropologia, entre outras.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 27: 30/03/2018

Meio de envio: Os textos do dossiê devem ser enviados para o e-mail:  edineia.ufs@gmail.com 

Já os artigos da seção livre para o e-mail: calmag@bol.com.br

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 26 - jan-abr de 2018


Organizador: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes (UFS/CNPq)

Dossiê: Leitura e intertextos culturais de gênero e étnico-raciais

O Ensino de Leitura demanda uma formação crítica do leitor. Tal formação é possível pela via dos multiletramentos e das dinâmicas dos textos multimodais. Além disso, os multiletramentos abrem espaço para a inclusão das questões identitárias e divulgação dos direitos humanos no espaço da Escola. Com esse recorte cultural, espera-se a contribuição de  artigos inéditos sobre Leitura e questões de gênero e violência doméstica, envolvendo o debate acerca de como a mulher é representada em textos literários e midiáticos; leitura e questões afro-brasileiras, valorizando a cultura e as identidades afro-brasileiras; leitura e propostas de multiletramentos, apresentando abordagens de ensino que visem superar as dificuldades de aprendizagem de escolas periféricas. O artigo pode ser dividido em duas partes: uma metodológica, que aprofunde a reflexão em torno de conceitos e propostas teóricas sobre leitura, multiletramentos, questões étnico-raciais e de gênero; e outra prática que apresente a análise crítica da intervenção de ensino de leitura.

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Letras, Linguística, Literatura, Ensino, Interdisciplinar, Sociologia, Antropologia e áreas afins.

Prazo final para recebimento de artigos para vol 26: 15/03/2018

Meio de envio: somente com envio para o e-mail do organizador deste volume: calmag@bol.com.br

 Chamadas para 2017 

Volume 25 - set-dez de 2017

Organizadores: Prof.ª Dr.ª Edinéia Tavares Lopes (PPGECIMA/UFS) e Profª. Drª. Maria Luiza de Araújo Gastal (PPGED/UNB)

Dossiê: Práticas e perspectivas teóricas e investigativas multi e interdisciplinares no ensino e na formação docente

O presente dossiê tem o objetivo de reunir artigos resultantes de investigações sobre o ensino em uma perspectiva multi/interdisciplinar e a formação docente na/para a Educação Básica. As temáticas provocam uma gama de reflexões, cuja divulgação é fundamental para pensar sobre o ensino como ação teórica e prática na perspectiva multi/interdisciplinar nos diversos níveis e modalidades educacionais; e o papel da Iniciação à Docência, das práticas de Ensino, dos Estágios e da escola na formação docente na/para a Educação Básica.

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Educação, Letras, Sociologia, Antropologia, Ensino, Psicologia etc.

Prazo: 30/07/2017 

Meio de envio: somente com envio para o e-mail dos organizadores deste volume:  Edinéia: edineia.ufs@gmail.com e Maria Luiza: malugastal@gmail.com

Observação: O envio de artigos para a seção livre deste volume pode ser feita pelo e-mail do Coordenador de edição: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes: calmag@bol.com.br ou Edinéia: edineia.ufs@gmail.com e Maria Luiza: malugastal@gmail.com

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 24 - mai-ago de 2017

Organizadores: Prof.ª Dr.ª Maria Batista Lima (PPGECIMA/UFS)

Dossiê: Literatura e questões afro-brasileiras

O presente dossiê tem o objetivo de reunir artigos que apresentem reflexões acerca das representações literárias voltadas para as questões afro-brasileiras. Nesse processo de reflexão, cabem estudos sobre a história das personagens afro-brasileiras da literatura, que debatam questões sociológicas sobre os diferentes tipos de preconceitos resultados da colonização e do processo de embranquecimento da cultura nacional. Além disso, os artigos podem priorizar aspectos silenciados da contribuição dos afro-brasileiros para a formação da literatura brasileira. Entre os tópicos pertinentes a essa temática tão relevante para a relação entre educação e estudos culturais, destacamos: didática do ensino de literatura e questões raciais; análise do livro didático e a representação do negro; o imaginário afro-brasileiro infantojuvenil; história da literatura africana; obras afro-brasileiras, autores engajados com a luta pelos direitos dos afro-brasileiros, entre outros temas voltadas para a formação da identidade nacional e o lugar do negro neste processo.

Para a Seção Livre: aceitamos artigos que primem pela reflexão acerca das fronteiras espaciais e as resistências identitárias a partir de abordagens temáticas e teóricas diversas: Educação, Interdisciplinar, Literatura, Linguística, Sociologia, Antropologia, Ensino, Psicologia etc.

Prazo: 30/06/2017

Meio de envio: tanto os artigos do dossiê, quanto da seção livre somente pelo e-mail dos organizadores:  Maria Batista:  mabalima.ufs2@gmail.com - com cópia para o editor: Carlos Gomes: calmag@bol.com.br

Observação: Dúvidas sobre o volume 23 - pelo e-mail do Coordenador de edição: Prof. Dr. Carlos Gomes: calmag@bol.com.br

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 23 - jan-abr de 2017

Organizadores: Prof.ª Dr.ª Patrícia Rosalba Salvador Moura Costa (IFS/PPGA-UFS) e Prof. Dr. Marcos Ribeiro de Melo (DPS/PPGCINE-UFS)

Dossiê: O campo da Cibercultura e os Estudos sobre Gênero e Sexualidades

O presente dossiê pretende reunir artigos acadêmicos a partir do campo de estudos sociológicos e antropológicos sobre gênero, sexualidades e o campo da cibercultura e das mídias audiovisuais. A proposta congregará investigações que abordem as seguintes temáticas: Internet, redes sociais, cinema e novas perspectivas para os estudos de gênero e sexualidades. Gênero, sexualidades e educação através das ferramentas de comunicação digital. Narrativas fílmicas, gênero e sexualidades. Imagens, mídias e desafios teórico-metodológicos para os estudos de gênero e das sexualidades.

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Educação, Letras, Sociologia, Antropologia, Ensino, Psicologia etc.

Prazo: 30/03/2017

Meio de envio: somente com envio para o e-mail dos organizadores deste volume:  Patrícia: patriciarosalba@gmail.com e Marcos: marcos_demelo@hotmail.com

Observação: O envio de artigos para a seção livre deste volume pode ser feita pelo e-mail do Coordenador de edição: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes: calmag@bol.com.br

 Chamadas para 2016 

Volume 22 - set-dez de 2016

Organizadores:  Profa. Dra. Edinéia Tavares Lopes, da Universidade Federal de Sergipe, Brasil; Prof. Dr. Francislê Neri de Souza, da Universidade de Aveiro, Portugal; Prof. Dr. António Pedro Costa, Universidade de Aveiro, Portugal

Dossiê: Investigação em ensino: abordagens teóricas e metodológicas em distintas realidades

Para o Dossiê, serão selecionados trabalhos que tratam de investigações relacionadas ao ensino em diferentes modalidades e níveis.  Os artigos propostos devem trazem reflexões teóricas e metodológicas para a inovação das investigações em Ensino, a partir da interface do processo de formação de diferentes profissionais e os contextos sociais nos quais essas pesquisas são desenvolvidas, com suas particularidades e desafios. Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Educação, Letras, Sociologia, Antropologia, etc.

Prazo: 30/10/2016

Meio de envio: somente com envio para o e-mail:  edineia.ufs@gmail.com 

Observação: O envio de artigos para a seção livre pode ser feita pelo e-mail do Coordenador de edição: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes: calmag@bol.com.br

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 21 - mai-ago de 2016

Organizador: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes (UFS/CNPq)

Dossiê: A violência na literatura e na cultura

Este dossiê abre espaço para as diferentes formas de violência representadas em textos/documentos literários, jornalísticos, artísticos ou memorialistas. Especificamente, destacamos as agressões sexuais, como crimes contra as mulheres e gays, sem deixar de lado os crimes urbanos, que nos acuam em nossas casas. O relato dessa violência é fundamental para entendermos os mecanismos que dão sustentação às formas de controle impostas por esses crimes. Espera-se que os artigos tragam contribuições acadêmicas com abordagens interdisciplinares conforme as pesquisas sociológicas, antropológicas, filosóficas e literárias. O artigo pode ser dividido em duas partes: uma metodológica, que aprofunde a reflexão em torno de conceitos e abordagens teóricas sobre essa temática; e outra com a análise do corpus , que retome os conceitos expostos na primeira parte, acrescentando deduções interpretativas que tragam luz aos significados da violência estudada.

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Educação, Letras, Sociologia, Psicologia, Antropologia, etc.

Prazo: 15/11/2016

Meio de envio: somente com envio para o e-mail do organizador deste volume: calmag@bol.com.br

Observação: O envio de artigos para a seção livre pode ser feita pelo e-mail do Coordenador de edição: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes: calmag@bol.com.br

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 20 - jan-abr de 2016.

Organizadora: Profa. Dra. Anélia  Piatrani (UFRJ)

Dossiê: Recepção e intertextualidades na literatura de autoria feminina

Este  Dossiê abre espaço para o debate acerca do processo de recepção da literatura contemporânea de autoria feminina no Brasil, levando em conta a forma como obras lançadas nos primeiros anos do século XXI fazem uma releitura de nosso passado, seja o histórico, seja o literário, seja o cultural.  O campo teórico das novas abordagens da literatura comparada nos remete às reflexões sobre a memória da literatura (SAMOYAULT) e os arquivos (DERRIDA) que o texto literário resgata para dar chão ao texto ficcional. Com tal perspectiva, aceitamos trabalhos voltados para os estudos comparados em que: um dos textos seja de uma escritora brasileira, lançado no século XXI; os temas sejam referentes à recepção crítica e criativa de revisão do passado; as questões feministas e de gênero seja voltadas para aspectos da contemporaneidade; os aspectos estéticos e culturais estejam privilegiados na parte teórica-metodológica e na análise dos textos selecionados; a intertextualidade e a recepção estejam entre os conceitos aprofundados na pesquisa; e a memória da literatura seja explorada a partir de suas fontes literárias e/ou históricas.

Os artigos da Seção Livre devem contemplar a diversidade de abordagens teóricas e críticas das pesquisas nas diversas áreas, como: Educação, Letras, Sociologia, Psicologia, Antropologia, etc.

Prazo: 30/11/2016

Meio de envio - somente com envio para o e-mail: calmag@bol.com.br

------------------------------------------------------------------------------------------------

Encaminhar seu artigo conforme as Normas de Publicação (Atualizadas em 23.02.2016) para o e-mail: calmag@bol.com.br.

Obs.: o título do e-mail deve indicar para qual volume e seção da revista você está encaminhando seu artigo.

Aguardamos trabalhos apenas de professores doutores e pós-graduandos das diferentes áreas acadêmicas que estudam as identidades, diferenças e alteridades.

 Chamadas para 2015 

VOLUME 19 - set-dez de 2015

Dossiê: Ensino de Literatura e diversidade cultural
Seção Livre: Artigos com diferentes abordagens teóricas e temas das áreas de Letras, Educação e Ciências Sociais.

Organizador: Prof. Dr. Carlos Magno (UFS)

Ementa:
Este dossiê abre espaço para o debate sobre as diferentes abordagens de formação do leitor a partir das reflexões acerca das Identidades e suas particularidades. Nesse caso, pensa-se na ampliação do cânone com sugestão de leitura de autores regionais ou de valorização da cultura oral. Além desse enfoque da literatura produzida nos estados, serão aceitos artigos que apresentem propostas inovadoras de ensino de literatura que coloquem em pauta questões de raça, de gênero, de identidade indígena, identidade regional, cultura ora, entre outras. Os trabalhos podem ser compostos por duas partes: a teórica, desenvolvimento de conceitos e categorias, e prática, etapas e metodologia abordada.

Prazo: 29/02/2015

Recebimento dos trabalhos somente por e-mail:calmag@bol.com.br

_____________________________________________________________________________________________________

VOLUME 18 - mai-ago de 2015

Dossiê: Ensino de Ciências e Ensino de Matemática: abordagens investigativas em distintas realidades
Seção Livre: Artigos com diferentes abordagens teóricas e temas das áreas de Letras, Educação e Ciências Sociais.

Organizadora: Profa. Dra. Edinéia Tavares Lopes (UFS)

Ementa:
Em buscas de reflexões metodológicas e de práticas de ensino de ciências e matemática, este dossiê aceita artigos que debatam questões pedagógicas e teóricas relacionadas ao ensino de Química, de Física, de Matemática, de Biologia e iniciação à docência. Os trabalhos apresentados devem ser compostos de uma reflexão teórica ou prática que traga inovações para o ensino dessas disciplinas a partir da interface do processo de formação de professores e os contextos sociais nos quais as práticas pedagógicas são exercidas com suas particularidades e desafios (AMARAL, 2012; ZANON, 2015; ALMEIDA, NARDI, 2013)

Prazo: 30/10/2014

Recebimento dos trabalhos somente por e-mail:edineia.ufs@gmail.com

_____________________________________________________________________________________________________

VOLUME 17 - jan-abr de 2015

Organizadores: Profª Drª Maria Batista Lima (UFS); Profª Drª Denise Maria Botelho (UFRPE); Prof. Dr. Eduardo Quintana (UFF)

Dossiê: História e Culturas Africanas e Afro-brasileiras e Educação: Diálogos Teóricos e Práticas Pedagógicas
Seção Livre: Artigos com diferentes abordagens teóricas e temas das áreas de Letras, Educação e Ciências Sociais.

Ementa:
O volume 17 da Revista Fórum está recebendo artigos para compor o Dossiê e a Seção livre.
EMENTA DOSSIÊ: Neste número serão priorizados para o dossiê trabalhos que abordem discussões sobre:  relações étnico-raciais na perspectiva africana e afro-brasileira; História e Culturas Africanas e Afro-brasileiras no contexto da legislação e das práticas educacionais em suas múltiplas dimensões e áreas temáticas; o contexto de conquista e implementação da Lei 10.639/2003 e seus diretrizes no contexto das políticas e das práticas educacionais; africanidades e educação em suas múltiplas linguagens e relações; educação, identidades, culturas  quilombola e educação escolar quilombola e suas diretrizes. Ações Afirmativas na Educação Básica e no Ensino Superior.

Prazo: 30/03/2015

Recebimento dos trabalhos somente por e-mail:gepiadde@gmail.com

 Chamadas para 2014 

Vol. 16 - jul-dez de 2014

Dossiê: Educação Indígena Intercultural: abordagens políticas e pedagógicas na atualidade brasileira.
Seção Livre: Artigos com diferentes abordagens teóricas e temas das áreas de Letras, Educação e Ciências Sociais.

Organizadores: Profa. Dra. Edineia Tavares Lopes (UFS) e Prof. Dr. Darci Secchi (UFMT).

Data de recebimento: até 30 de agosto de 2014.
Envio apenas pelo e-mail: gepiadde@gmail.com

Ementa do dossiê: Educação Indígena Intercultural: abordagens políticas e pedagógicas na atualidade brasileira
A 16ª. edição da Revista Fórum Identidades tem como base as produções acerca da educação dos povos indígenas em articulação com as orientações da legislação educacional brasileira. Dentre as temáticas desse dossiê serão privilegiados trabalhos que abordem questões sobre: Educação Indígena, Educação Escolar Indígena, Políticas de Afirmativas para povos indígenas na Educação Superior, Inclusão de conhecimentos indígenas na Educação, História e Cultura dos povos indígenas, Lei 11.645 de 2008.

ATENÇÃO O SISTEMA (SEER) NÃO ESTÁ RECEBENDO ARTIGOS. ENVIE APENAS PARA O E-MAIL DO CONSELHO EDITORIAL gepiadde@gmail.com

Normas

_____________________________________________________________________________________________________

Vol. 15 - jan-jun de 2014

Dossiê: Questionando Currículos, Provas e Formação de Professores de Letras
Seção Livre: Artigos com diferentes abordagens teóricas e temas das áreas de Letras, Educação e Ciências Sociais.

Organizadores: Prof. Dr. Carlos Magno Gomes e Prof. Dr. Marcos Ribeiro Melo

Data de recebimento: até 30 de setembro de 2014.
Envio apenas pelo e-mail: gepiadde@gmail.com

O volume 15 da Revista Fórum está recebendo artigos para compor o Dossiê e a Seção livre.
Ementa dossiê: Perspectivas teóricas e práticas sobre a Educação Básica Brasileira. Educação e desafios tecnológicos no espaço escolar.

O papel das TICs no processo de ensino-aprendizagem. Novos métodos de ensino para crianças e jovens. Letramento digital. Intertextualidade e hipertexto. Leitura e mídia.  Mídia e educação, entre outros temas vinculados à educação básica.

ATENÇÃO O SISTEMA (SEER) NÃO ESTÁ RECEBENDO ARTIGOS. ENVIE APENAS PARA O E-MAIL DO CONSELHO EDITORIAL gepiadde@gmail.com

 Chamadas para 2013 

Chamada para o vol 14 - jul-dez de 2013

Dossiê: Educação e Identidades Sociais
Seção Livre: Artigos com diferentes abordagens teóricas e temas das áreas de Letras, Educação e Ciências Sociais.

Data de recebimento: até 30 de dezembro de 2013.

_____________________________________________________________________________________________________

Chamada para o vol 13 - jan-jun de 2013

Dossiê: Entre gênero, erotismo e sexualidades
Seção Livre: Artigos com diferentes abordagens teóricas e temas das áreas de Letras, Educação e Ciências Sociais.

Data de recebimento: até 30 de setembro de 2013.

 Chamadas para 2012 

Volume 12 - jul-dez de 2012

Aceitamos artigos para o Dossiê: Estudos de gênero e educação e para Seção Livre até 30/06/2012.

O Dossiê deste volume dará destaque para os estudos sobre as diferentes formas de construção das identidades de gênero e sexualidades como forma de inclusão e eliminação do preconceito contra as identidades excluídas.

_____________________________________________________________________________________________________

Volume 11 - jan-jun de 2012

Aceitamos artigos para o Dossiê: Violência no espaço escolar e para Seção Livre até 30/03/2012.

O Dossiê deste volume dará destaque para estudos sobre as formas de violência que fazem parte do espaço escolar na contemporâneidade em suas diferentes abordagens em relação a alunos, professores e direção escolar.