ESTRUTURA E FRAGMENTAÇÃO GEOECOLÓGICA DE PAISAGEM FLUVIAL NO BAIXO RIO XINGU – AMAZÔNIA CENTRO-ORIENTAL (STRUCTURE AND GEOECOLOGICAL FRAGMENTATION OF THE RIVER LANDSCAPE IN THE LOWER XINGU RIVER - CENTRAL-EASTERN AMAZON)

Eder Mileno Silva De Paula

Resumo


RESUMO:

A análise geoecológica busca subsidiar o planejamento dos usos e da ocupação da paisagem em acordo com seus limites e potencialidades. A área de estudo é uma paisagem fluvial localizada a jusante da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Baixo Rio Xingu, a qual promove modificações no contexto geoecológico regional e local. O objetivo da pesquisa é entender a estrutura geoecológica de paisagem fluvial no Baixo Rio Xingu, incluindo análise das métricas dos fragmentos que compõem as unidades paisagísticas. Analisou-se a paisagem através de estudo sistêmico e holístico de dados produzidos em atividades de campo, pesquisas bibliográficas e utilizando-se técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento. O entendimento das inter-relações entre os componentes da paisagem permitiu a identificação e caracterização das unidades de paisagem fluvial e identificou-se que a transgressão do Oceano Atlântico sobre o Rio Amazonas possibilita o aumento e redução diária e pode aumentar ou diminuir sazonalmente as cotas fluviométricas do Rio Xingu, antecipando ou perdurando cheias.

Palavras-chave: Fragmentação da Paisagem; Geomorfologia Fluvial; Análise Geoambiental.

 

ABSTRACT:

The geoecological analysis seeks to subsidize the planning of the uses and occupation of the landscape in accordance with its limits and potentialities. The study area is river landscape located downstream of the Hydroelectric of Belo Monte on the lower Xingu River, which promotes modifications in the regional geoecological context. In order to understand the geoecological structure of the fluvial landscape in the lower Xingu River, including the analysis of the metrics and fragments that compose it's units. The landscape was analyzed through a systemic and holistic study of data produced in field activities, bibliographical and using remote sensing and geoprocessing techniques. The understanding of the interrelations between the components of the landscape allowed the identification and characterization of the fluvial landscape units. The transgression of the Atlantic Ocean over the Amazon River makes it possible to increase and reduce daily, and may increase or decrease seasonally the Xingu River.

Keywords: Landscape Fragmentation; River Geomorphology; Geoenvironmental Analysis.


Texto completo:

PDF

Referências


AB’SABER, A. N. Domínios da natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

BRASIL. Departamento Nacional de Produção Mineral. Governo Federal (Org.). Projeto Radam - Folha SB.22 Araguaia: Levantamento de Recursos Naturais. Rio de Janeiro: [si], 1974b.

BRASIL. Empresa Brasileira De Pesquisa Agropecuária - Embrapa | Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE. TERRA CLASS 2010: Levantamento de informações de uso e cobertura da terra na Amazônia. [são José dos Campos]: Autor, 2013a. Sumário Executivo.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão. Estado do Pará: Vegetação. Rio de Janeiro: Ibge, 2008. Mapa.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão. Manual Técnico de Uso da Terra: Manuais Técnicos em Geociências. 3. ed. Rio de Janeiro: Autor, 2013b. 171 p.

BRASIL. Instituto Nacional de Pesquisa Espacial. Governo Federal (Org.). Os satélites LANDSAT 5 e 7. Principais características e aplicações das bandas TM e ETM dos satélites LANDSAT 5 e 7. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2014.

BRASIL. Instituto Nacional Pesquisas Espaciais - INPE. Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação - MCTI. Projeto PRODES: Divulgação da taxa consolidada do desmatamento da Amazônia Legal para período ago/2013 – jul/2014. Brasília: Autor, 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2015.

CARNEIRO, Cristiane Costa. Influência do Ambiente de Nidificação sobre a Taxa De Eclosão, a Duração da Incubação e a Determinação Sexual em Podocnemis (reptilia, Podocnemididae) no Tabuleiro do Embaubal rio Xingu, Pará. 2012. 54f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Ecologia Aquática e Pesca, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Pará, Belém, 2012.

CARNEIRO, A. C. C. et al. Extrativismo da borracha no Arquipélago do Tabuleiro do Embaubal: cadeia produtiva e entraves. Revista Observatorio Economía Latinoamericana, [S.I.], v. 1, n. 226, p.1-18, dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 11 ago. 2018.

CHANDER, G.; MARKHAM, B. L.; HELDER, D. L. Summary of current radiometric calibration coefficients for Landsat MSS, TM, ETM+, and EO-1 ALI sensors. Remote Sensing Of Environment, [S.l.], v. 113, n. 5, p.893-903, maio 2009.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. São Paulo: Editora Blucher. 12ª reimpr., 1980.

CUNHA, Sandra B. Impactos das Obras de Engenharia Sobre o Ambiente Biofísico da Bacia do Rio São João (Rio de janeiro – Brasil). Rio de Janeiro: Ed: Instituto de Geociências, UFRJ, 1995. 378 p.

DE PAULA, E. M. S. et al. Compartimentação Geoecológica da Sub-Bacia do Baixo Rio Xingu – Amazônia Centro-Oriental, Brasil. Revista Equador, Teresina, v. 5, n. 4, p.128-150, 2016.

DE PAULA, Eder Mileno Silva. Mapeamento e Caracterização Geológica- Geomorfológica de Trecho Fluvial do Baixo Rio Xingu – Amazônia Centro-Oriental. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMORFOLOGIA, 12. 2018, Crato. Anais.... Crato: SINAGEO, 2018. p. 1 - 8 Disponível em:. Acesso em: 1 ago. 2018.

FARIAS, Juliana Felipe. Aplicabilidade da Geoecologia das Paisagens no Planejamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Palmeira-Ceará/Brasil. 2015. 222 f. Tese (Doutorado) - Curso de Doutorado em Geografia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.

FRANCO, V. dos S. et al. Evolução Mensal Da Cota Fluviométrica Do Rio Xingu em Altamira-PA Associada Aos Eventos El Niño e La Niña. Ciência e Natura, [s.l.], v. 37, n. 1, p.104-109, 7 mar. 2015.

JESEN, J. R. Sensoriamento Remoto do ambiente: uma perspectiva em recursos terrestres. Tradução José Carlos Neves Epiphanio (Coordenador)... [et al.]. São José dos Campos, SP: Parêntese, 2011. 2ªed.

MANOSSO, F. C; NÓBREGA, M. T. A estrutura geoecológica da paisagem como subsídio a análise geoambiental no município de Apucarana-PR. Revista Geografar, Curitiba, v.3, n.2, p.86-116, jul./dez. 2008.

MARTIN, J. LecoS - A python plugin for automated landscape ecology analysis, Ecological Informatics, 31, 2016. p. 18-21.

MAURO, Cláudio Antônio de. et al. . Análise da paisagem como base para uma estratégia de organização geoambiental: Corumbataí-SP. Geografia Rio Claro: vol. Geografia, 20 (1). abr. 1995. p. 81-129.

MCGARIGAL, K.; MARKS, B. J. FRAGSTATS: Spatial Pattern Analysis Program for Quantifying Landscape Structure. 2. ed. [Corvallis]: Oregon State University, 1994. 141 p.

PARÁ. Diretoria de áreas Protegidas. Secretaria de Estado de Meio Ambiente. Diagnóstico Ambiental, Socioeconômico e Fundiário para Criação de Unidades de Conservação de Proteção Integral e Uso Sustentável Tabuleiro Do Embaubal. Belém: SEMA-PA, 2013. 305 p. 2 volumes.

RODRIGUEZ, J. M. M. La ciencia del paisaje a la luz del paradigma ambiental. Cadernos de Geografia. Belo Horizonte, v. 8, n. 10, 1998. p. 63-68.

RODRIGUEZ, J. M. M.; SILVA, E. V.; CAVALCANTI, A. P. B. Geoecologia das Paisagens: Uma visão geossistêmica da análise ambiental. Fortaleza: Edições UFC, 2013, 222p.

SILVA, E. V.; RODRIGUEZ, J. M. M. Geoecologia da paisagem: zoneamento e gestão ambiental em ambientes úmidos e subúmidos. Revista Geográfica de América Central, v. 2, n. 47E, 2011.

SOUZA, D. F. e. Evolução Sedimentar Do Tabuleiro Do Embaubal, Baixo Rio Xingu. 2015. 68 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Geoquímica e Geotectônica, Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

UMBUZEIRO, A. U. B.; UMBUZEIRO, U. M.. Antecedentes Históricos. In: UMBUZEIRO, A. U. B.; UMBUZEIRO, U. M.. Altamira e a sua História. 4. ed. Belém: Ponto Press Ltda, 2012. Cap. 2. p. 35-48. Edição Revista e Ampliada

VIDAL, M. R.. Geoecologia das Paisagens: Fundamentos e Aplicabilidades para o Planejamento Ambiental no Baixo Curso do Rio Curu-Ceará-Brasil. 2014. 191 f. Tese (Doutorado) - Curso de Doutorado em Geografia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.




DOI: https://doi.org/10.33360/RGN.2318-2695.2019.i1p122-142

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista GeoNordeste

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 2318-2695