ECODINÂMICA NA ANÁLISE DA FRAGILIDADE AMBIENTAL DA FLORESTA NACIONAL DO IBURA E SEU ENTORNO EM NOSSA SENHORA DO SOCORRO, SERGIPE

  • Maria do Socorro Ferreira da Silva Universidade Federal de Sergipe
  • Rosemeri Melo e Souza Universidade Federal de Sergipe

Resumo

Esse artigo visa analisar as fragilidades ambientais da Floresta Nacional do Ibura e seu entorno, em Nossa Senhora do Socorro, à luz da Ecodinâmica. A pesquisa ocorreu via levantamento bibliográfico e documental; entrevista semi-estruturada; pesquisa de campo; e, fotointerpretação com uso de ortofotocartas tratadas no software ArcGis 9.3. Na definição das classes de fragilidade ambiental de Instabilidade Potencial e Emergente considerou-se os elementos biofísicos: Geologia, Geomorfologia, Pedologia, vegetação e uso do território na perspectiva de uma análise integrada. Os diferentes graus de Instabilidade Emergente sinalizam urgência na criação e implantação de mecanismos de gestão ambiental considerando os fatores biofísicos e a relação humana do seu entorno. Esses mecanismos precisam contemplar estratégias que estabeleçam a conectividade entre os fragmentos florestais, como integrá-la a futuros corredores ecológicos de fragmentos de Mata Atlântica em Sergipe.

Palavras-chave: Ecodinâmica, Unidade de Conservação, Gestão Ambiental.