GEOGRAFAR EMOÇÕES E CARTOGRAFAR SENTIMENTOS E CULTURA (“GEOGRAPHIZING” EMOTIONS AND “CARTOGRAPHIZING” FEELINGS AND CULTURE)

Maria Geralda de Almeida, Solimar Guindo Messias Bonjardim

Resumo


RESUMO:

O presente artigo tem como objetivo trazer à luz sobre a geógrafa, professora, pesquisadora Maria Augusta Mundim Vargas e suas principais discussões dentro da Geografia. Para sua elaboração, recorreu-se à produção, à sua atuação acadêmica e ao lattes, além de vivência e compartilhamento das autoras de algumas práticas geográficas com Mundim Vargas. Este artigo é uma singela homenagem a ela, que faz parte do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Sergipe, e uma reflexão sobre a Geografia, sua trajetória e avanços.

Palavras-chave: Geografia Cultural; Pertencimento; Festejos; Emoções. 

ABSTRACT:

The present study aims to bring to light about the geographer, professor and researcher Maria Augusta Mundim Vargas and her main discussions within Geography. For its elaboration was used her production, academic performance and lattes, as well as the experience and sharing of the authors about some geographical practices with Mundim Vargas. This study is a simple tribute for her that is part of the Postgraduate Program in Geography of the Federal University of Sergipe and a thought about the Geography, her trajectory and advances.

Keywords: Cultural Geography; Belonging; Celebration; Emotions.


Palavras-chave


Geografia Cultural

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Geralda. de. Uma leitura etnogeográfica do Brasil sertanejo In: SERPA, Ângelo. (Org.) Espaços culturais– vivências, imaginações e representações. Salvador: Edufba, 2008. p. 313- 336.

BONNEMAISON, Joel. Viagem em torno do território In: ROSENDAHL, Z.; CORREA, R. L. (Orgs.). Geografia Cultural: um século (3). Rio de Janeiro: Eduerj, 2002, p. 83-131.

COSGROVE, Denis. A geografia está em toda parte: cultura e simbolismo nas paisagens humanas. In: CORRÊA, Roberto Lobato; ROSENDAHL, Zeny (Orgs.). Paisagem, tempo e cultura. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1998. p. 96-97.

CLAVAL, Paul. A Nova Geografia. Coimbra, Almedina, 1982.

CLAVAL, P. “A volta do cultural” na geografia. Mercator – Revista de Geografia da UFC, ano 01, n.01, p. 19-28, 2002.

DAMASIO, António. O Sentimento de si. Corpo, emoção e consciência. Lisboa, Círculo de Leitores, 2013.

DAMÁSIO, António R. E o cérebro criou o homem. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

FILIZOLA, Roberto. Duelo na fronteira: entre a redimensão de uma nova espacialidade e a construção de uma identidade de resistência. Tese (Doutorado em Geografia). Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

GOVERNO DE SERGIPE. Decreto 24 338 de 20 de abril de 2007. Cria os Territórios de Planejamento.

MATURANA, Humberto. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

PARR, Hester. Emotions, geography and. In: WARF, Barney (Edit.). Encyclopedia of Human Geography. Thousand Oaks (Califórnia): SAGE Publications, 2006. p.128-129.

PERSI, Perés. Geografia edemozioni. Genti e Ivaghitrasensi, sentimentiedemozioni. In: PERSI, Peris (Org.). Territoriemotivi. GeografieEmozionale. V Convegno Internazionale sui Beni CulturaliTerritoriali. Fano (Itália), 2010. p. 5-6.

REKACEWICZ, Philippe et TRATNJEK, Bénédicte., « Cartographier les émotions », Carnets de géographes [Enligne], 9 | 2016, mis enlignele 20 décembre 2016, consultéle 24 décembre 2017. URL: http://journals.openedition.org/cdg/687

SANGUIN, Andre-Louis. La géographiehumaniste ou l'approchephénoménologiquedeslieux, despaysages et des espaces.Annales de Géographie, t. 90, n°501, 1981. pp. 560-587.

VARGAS, Maria Augusta. M. Desvelando Heranças, Tradições e Práticas de Jovens de Japaratuba/Se-Brasil. Revista Cerrados. Montes Claros, v.15, n.1, p. 03-29, jan/jun-2017.

VARGAS, Maria Augusta M. (coord.). Grandes projetos e identidades locais: possibilidades e desafios das pequenas comunidades costeiras. Relatório final. Convênio: CNO/FAPESE/GRUPO DE PESQUISA SOCIEDADE E CULTURA/UFS. Aracaju: UFS, 2015a, 59 p.

VARGAS, Maria Augusta. Introdução: Práticas e Vivências com a Geografia Cultural. In: VARGAS, Maria Augusta M.; DOURADO, Auceia M.; SANTOS, Rodrigo Herles dos. (Orgs). Práticas e vivências com a Geografia cultural. Aracaju: EDISE, 2015b. p. 11-22.

VARGAS, Maria Augusta M DOURADO, Auceia M.; SANTOS, Rodrigo Herles dos. (Orgs.) Patrimônio e Identidade: nossas referências. Aracaju: EDISE, 2015b.

VARGAS, Maria Augusta M; DOURADO, Auceia M.; SANTOS, Rodrigo Herles dos. (Orgs). Práticas e vivências com a Geografia cultural. Aracaju: EDISE, 2015c.

VARGAS, Maria Augusta M. Cartografia cultural: patrimônio cultural e identidade dos jovens do município de Japaratuva/SE. Aracaju: Instituto Banese. 2015d.

VARGAS, Maria Augusta M. Mapeamento das identidades culturais e diagnóstico participativo. Relatório. Projeto Japaratuba em rede: juventude cultura e cadeias produtivas. Aracaju: UFS, abril 2015, 98 p.

VARGAS, Maria Augusta M. Festas patrimônio: os ciclos junino e natalino de Sergipe. In: Revista Ateliê Geográfico, Goiânia, v.8, n.2, 2014, p. 252-273.

VARGAS, Maria Augusta M. Território de identidade nos territórios de planejamento: heranças e construções em Sergipe. In: Revista Anpegev.7, n.1, 2011, p. 99-109.

VARGAS, Maria Augusta M.; NEVES, Paulo S. da Costa. Olhares Sobre Identidade e Festas em Sergipe. Revista Geográfica de América Central. Heredia, Costa Rica: Universidad Nacional, vol. 2, pp. 1-15, julio-diciembre, 2011.

VARGAS, Maria Augusta M.; NEVES, Paulo S. C. Inventario Cultural dos territórios sergipanos. Relatório. Aracaju: Seplan, 2009, 171p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista GeoNordeste

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 2318-2695