Ampliando o “cuidado de si” em Foucault: Paul Veyne e sua nova forma de se fazer “Crítica” a partir de Marcel Mauss

  • Gustavo Ruiz da Silva

Resumo

Este artigo visa mapear como Marcel Mauss (no que concerne às questões da Dádiva e da Teoria da Reciprocidade) foi absorvido por Paul Veyne no que circunda dois estudos de casos: o primeiro deles sendo a noção de “Evergetismo”, trabalhada em “Le pain et le cirque: sociologie historique d'un pluralisme politique”; e o segundo deles a noção de “Imagem de si”, construída por Veyne para fazer uma “crítica” (conceito agora reformulado de modo positivo e não vingativo) à leitura do “cuidado de si” na antiguidade trabalhada por Michel Foucault. O texto base para esse movimento de dádiva entre Veyne e Foucault é a conferência proferida alguns anos após sua morte do arqueólogo: "L'individu atteint au coeur par la puissance publique”.

Palavras-chave: Paul Veyne; Marcel Mauss; Michel Foucault; “Crítica”.

Publicado
2021-04-07