Raízes do 11 de setembro: entre a jihad global e o Binladenismo

  • Gilvan Figueiredo Gomes

Resumo

Na manhã de 11 de setembro de 2001, o mundo assistiu a ataques inimagináveis até então. A série de ataques aos EUA ficaram marcados pelas imagens do World Trade Center sendo atingidos por dois aviões. As respostas sobre os responsáveis não demoraram e logo o mundo se habituou ao personagem Osama Bin Laden (1957-2011). Entender o saudita significava compreender as ideias por trás dos ataques, e uma das propostas de análise foi o termo Binladenismo, definido como uma visão extremista do islã que acreditava estar em guerra com os EUA e o Ocidente. No presente artigo, partimos da bibliografia especializada para explorar como o movimento encampado por Bin Laden se desenvolveu, bem como a participação do personagem para além dos atentados. De partida, questionamos a viabilidade da noção Binladenismo, mas a utilizamos para identificar o desenvolvimento do jihadismo salafista nas décadas finais do século XX. É nosso objetivo entender que as ações de Bin Laden, mesmo extraordinárias, foram parte de um processo iniciado em meados dos anos 1960. Por fim, propomos brevemente uma nova interpretação para o Binladenismo como um fenômeno pós-11 de setembro e não anterior.


Palavras-chave: Binladenismo; 11 de setembro; jihad.

Publicado
2021-09-30