https://seer.ufs.br/index.php/historiar/issue/feed Boletim Historiar 2021-04-07T21:29:59-03:00 Dilton C S Maynard historiar@getempo.org Open Journal Systems <p><strong>Foco e Escopo</strong></p> <p>A revista eletrônica&nbsp;<strong>Boletim Historiar</strong>&nbsp;(Qualis A4) é um periódico científico de acesso aberto, editado pelo&nbsp;<strong>Grupo de Estudos do Tempo Presente (GET/UFS/CNPq),</strong>&nbsp;radicado no Departamento de História da Universidade Federal de Sergipe (UFS). A revista aceita trabalhos de graduandos, pós-graduandos, professores e pesquisadores da área de <strong>História</strong>. Informamos a todos os interessados em apresentar&nbsp;<strong>artigos e resenhas</strong>&nbsp;para publicação que os mesmos são recebidos em&nbsp;<strong>fluxo contínuo</strong>. Não cobramos nenhuma taxa de processamento de artigos.</p> <p><strong>E-ISSN</strong>: 2357-9145</p> https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15452 Ampliando o “cuidado de si” em Foucault: Paul Veyne e sua nova forma de se fazer “Crítica” a partir de Marcel Mauss 2021-04-07T21:29:59-03:00 Gustavo Ruiz da Silva historiar@getempo.org <p>Este artigo visa mapear como Marcel Mauss (no que concerne às questões da Dádiva e da Teoria da Reciprocidade) foi absorvido por Paul Veyne no que circunda dois estudos de casos: o primeiro deles sendo a noção de “Evergetismo”, trabalhada em “Le pain et le cirque: sociologie historique d'un pluralisme politique”; e o segundo deles a noção de “Imagem de si”, construída por Veyne para fazer uma “crítica” (conceito agora reformulado de modo positivo e não vingativo) à leitura do “cuidado de si” na antiguidade trabalhada por Michel Foucault. O texto base para esse movimento de dádiva entre Veyne e Foucault é a conferência proferida alguns anos após sua morte do arqueólogo: "L'individu atteint au coeur par la puissance publique”.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Paul Veyne; Marcel Mauss; Michel Foucault; “Crítica”.</p> 2021-04-07T20:21:51-03:00 Copyright (c) 2021 Boletim Historiar https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15450 PIBID: Articulando teoria à prática 2021-04-07T20:53:21-03:00 Alekssiane Lima de Carvalho historiar@getempo.org Fabricio Carlos Paulino Lopes historiar@getempo.org <p>O presente artigo tem como intuito trazer algumas considerações que nos foram fundamentais após participarmos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). Em virtude disso, este texto caracteriza-se como um relato de experiência, em que apresentaremos um panorama dos primeiros contatos com escola, sala de aula, alunos e ensino de História, ao passo que refletiremos sobre em quais circunstâncias o Programa possibilitou que pensássemos a nossa profissão e prática. Consideramos que o PIBID foi basilar para a nossa formação, pois nos proporcionou uma convivência com o chão da sala de aula, ainda no segundo semestre de curso, e nos propiciou vincular teoria à prática.</p> <p><strong>Palavras-Chave:</strong> Prática profissional; Ensino de História; Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID).</p> 2021-04-07T20:06:58-03:00 Copyright (c) 2021 Boletim Historiar https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15457 Adaptação Brasileira: A Tecnologia na Educação em Tempo de Pandemia 2021-04-07T21:19:57-03:00 Julia Beatriz Silva Vicente Chaves historiar@getempo.org Pedro Henrique Ribeiro Fernandes historiar@getempo.org <p>O objetivo deste texto é apresentar como o Brasil lida com as questões relacionadas à Educação e à Tecnologia, através de meios reflexivos sobre a relação do interesse e do descaso para a aplicação das tecnologias nas diversas áreas do ensino, visto uma nova realidade no meio educacional em um contexto, principalmente, nacional. Assim, propõe-se discutir sobre os processos atuais relacionados à Tecnologia, com suas temáticas inovadoras e fomentadoras, tais quais aplicáveis no ambiente educacional por meio das Novas Metodologias do Ensino. Para isso, objetiva-se expor a realidade da Universidade Federal de Sergipe quanto à criação de um jogo que compila os métodos debatidos, tecnologia e ensino inovador. Este artigo visa implementar um novo modo de observar o cenário atual educacional quanto ao ramo tecnológico, a fim de buscar a inovação e um ambiente inclusivo e expansivo educacionalmente.</p> <p><strong>Palavras-Chave:</strong> Educação; Tecnologia; ambiente educacional; Novas Tecnologias da Informação. <br><br></p> 2021-04-07T21:19:54-03:00 Copyright (c) 2021 Boletim Historiar https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15458 Um passeio pela Aracaju dos anos de 1940 2021-04-07T21:28:31-03:00 Maria Luiza Pérola Dantas Barros historiar@getempo.org <p>O presente artigo propõe apresentar de maneira panorâmica aspectos do cotidiano da cidade de Aracaju, do final dos anos de 1930 e início dos anos de 1940; cidade essa que, apesar de ser tida oficialmente por pacata, possuía práticas comerciais de considerável porte para o período, e que, em agosto de 1942, veria o seu cotidiano afetado pelos desdobramentos dos torpedeamentos de embarcações brasileiras pelo U-507, no contexto da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O objetivo é mostrar, a partir da publicidade veiculada nos jornais Correio de Aracaju e Folha da Manhã, um pouco do funcionamento da cidade, seus pontos turísticos, suas práticas comerciais, antes que a face mais cruel da guerra fosse apresentada à população naquele início da década de 1940.</p> <p><strong>Palavras-chaves:</strong> Cotidiano; Cidade de Aracaju; Década de 1940. </p> 2021-04-07T21:28:28-03:00 Copyright (c) 2021 Boletim Historiar https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15454 História do Tempo Presente e Cinema: uma análise comparada da imagem dos nazistas nos filmes O Grande Ditador (1940) e Ser ou Não Ser (1942) 2021-04-07T20:53:22-03:00 Liliane Costa Andrade historiar@getempo.org <p>Este artigo objetiva analisar comparativamente, tomando como base a relação entre História do Tempo Presente e Cinema, a construção da imagem dos nazistas nos filmes norteamericanos O Grande Ditador (1940) e Ser ou Não Ser (1942), produzidos no contexto na Segunda Guerra Mundial (1939-1945), em meio ao antinazismo hollywoodiano. Observa-se que os dois longas-metragens, influenciados pelas questões e problemas do seu tempo, apresentam os nazistas de forma negativa.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> História do Tempo Presente; Cinema; Filmes antinazistas; Segunda Guerra Mundial; História Comparada. </p> 2021-04-07T20:34:32-03:00 Copyright (c) 2021 Boletim Historiar https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15455 Egypt–Italy Archaeological Cooperation (1981–2011): a Study of Egyptian Newspapers 2021-04-07T20:53:22-03:00 Abdallah Abdel-Ati Al-Naggar historiar@getempo.org <p>Durante o tempo do ex-presidente Hosni Mubarak (1981–2011), as relações entre o Egito e a Itália em geral testemunharam um grande boom e um progresso real. Este desenvolvimento também se reflete na frutífera cooperação arqueológica entre as duas partes. Neste artigo, estou lidando com as contribuições italianas para o desenvolvimento de sítios arqueológicos egípcios e para as atividades de conservação e restauração, bem como a cooperação bilateral na recuperação de antiguidades egípcias roubadas, juntamente com as exposições arqueológicas egípcias sediadas na Itália.</p> <p><strong> Palavras-chave:</strong> Egito-Itália; Arqueologia; exposições; antiguidades roubadas.</p> 2021-04-07T20:42:28-03:00 Copyright (c) 2021 Boletim Historiar https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15456 O Pensamento Decolonial: Conceitos para Pensar uma Prática de Pesquisa de Resistência 2021-04-07T20:53:22-03:00 Elizabeth de Souza Oliveira historiar@getempo.org Marizete Lucini historiar@getempo.org <p>Neste artigo, objetivamos dialogar sobre alguns conceitos do pensamento decolonial. Para tanto, nos propomos a percorrer os escritos dos autores que compõem o grupo Modernidade/Colonialidade (M/C) e que também propalaram alguns dos conceitos essenciais para a decolonialidade, versando sobre a diferenciação entre colonialismo e colonialidade, modernidade e colonialidade, como também sobre a constituição da tríade conceitual modernidade/colonialidade/decolonialidade. Nesse diálogo, também abordaremos sobre a colonialidade do poder, do ser, do saber e da natureza, atrelando a ideia de raça como estruturante do pensamento colonial para a subalternização dos povos colonizados. A conversa aqui iniciada não pretende dar-se por findada, mas, sim, permanecer em aberto com a possibilidade de que sejam instigadas novas iniciativas de pesquisa por essas ou outras categorias e conceitos que constituem o pensar pela decolonialidade. </p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Colonialidade; Decolonialidade; Modernidade; Pensamento decolonial. Raça. </p> 2021-04-07T20:52:34-03:00 Copyright (c) 2021 Boletim Historiar