Boletim Historiar https://seer.ufs.br/index.php/historiar <p><strong>Foco e Escopo</strong></p> <p>A revista eletrônica&nbsp;<strong>Boletim Historiar</strong>&nbsp;(Qualis A4) é um periódico científico de acesso aberto, editado pelo&nbsp;<strong>Grupo de Estudos do Tempo Presente (GET/UFS/CNPq),</strong>&nbsp;radicado no Departamento de História da Universidade Federal de Sergipe (UFS). A revista aceita trabalhos de graduandos, pós-graduandos, professores e pesquisadores da área de <strong>História</strong>. Informamos a todos os interessados em apresentar&nbsp;<strong>artigos e resenhas</strong>&nbsp;para publicação que os mesmos são recebidos em&nbsp;<strong>fluxo contínuo</strong>. Não cobramos nenhuma taxa de processamento de artigos.</p> <p><strong>E-ISSN</strong>: 2357-9145</p> pt-BR Boletim Historiar 2357-9145 A pandemia da Covid-19 e os seus impactos no Brasil e na América Latina no ano de 2020 https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15944 <p>O presente trabalho tem o objetivo de fazer uma análise geral de como os impactos de políticas neoliberais, implementadas nos últimos trinta anos no Brasil e na América Latina, causaram profundas feridas econômicas e sociais que, com a chegada da pandemia da COVID19, ficaram mais evidentes e danosas para a população. Partindo de uma breve introdução sobre a implantação das políticas nos países latino-americanos, passando por um panorama da situação atual do Brasil meio à crise sanitária , o trabalho tem seu ápice ao abordar a devastação da pandemia na América Latina, trazendo uma análise comparativa sobre o número de casos nos países vizinhos ao Brasil em relação às regiões amazônicas do norte do país, além de trazer uma análise acerca do número de testes feitos no Brasil e nos países vizinhos no ano de 2020.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Neoliberalismo; América Latina; COVID-19; Pandemia.</p> Maria Cllara Barbieri Farinha Marrafa Copyright (c) 2021 Boletim Historiar 2021-06-29 2021-06-29 8 02 A crise jurídica da sociedade de informação: o combate às redes de desinformação e o cenário da infodemia no Brasil https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15945 <p>A pandemia da COVID-19 (Coronavírus) possibilitou o fenômeno da ‘pandemia das informações’, apelidado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como Infodemia. Tendo em vista a profusão de notícias falsas que permearam o debate público brasileiro em meio à pandemia, designadamente por meio das redes sociais e aplicativos de conversas instantâneas, o presente artigo visa analisar se o Projeto de Lei nº 2.630/20 é capaz de assegurar o combate das Redes de Desinformação em tempos de Infodemia. Para fins metodológicos, a pesquisa veste-se de uma abordagem qualitativa, de caráter exploratório, dedutivo e ex-post facto. Partese da hipótese de que o projeto de lei é ineficaz no combate às redes de desinformação, posto que se trata da criação de um banco de dados com as correspondências digitais privadas dos usuários. Sendo assim, compreende-se que a matéria é de grande relevância para a esfera sociojurídica, e faz-se necessária a análise das suas condições de legitimidade.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Fake News; Infodemia; Redes de Desinformação. </p> Alana Maria Passos Barreto Clara Cardoso Machado Jaborandy Copyright (c) 2021 Boletim Historiar 2021-06-29 2021-06-29 8 02 La santé des femmes et des Créoles dans l’Amérique coloniale française à la fin du XVIIIe siècle https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15946 <p>Este artigo oferece um estudo comparativo das representações médicas das mulheres e dos Créoles nas colónias francesas da América no final do século XVIII. O objectivo é esclarecer a maneira como estas são articuladas com uma ideia particular da influência do clima da “zona tórrida”, o espaço intertropical. Através do estudo do discurso produzido sobre as mulheres e os Créoles nas fontes médicas francesas, parece que estas populações são consideradas mais adaptadas do que os homens europeus às condições climáticas das regiões situadas entre os trópicos. O estudo dos mecanismos deste fenómeno oferece uma reflexão sobre a posição da medicina e das questões de saúde nos processos de inferiorização que se encontram na sociedade colonial francesa no final da era moderna. Através do exemplo de Cayenne, um universo social complexo está a tomar forma, revelando as dificuldades da medicina europeia, confrontada com as ofertas de assistência concorrentes, geralmente privilegiadas pela população.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Medicina e saúde; Caiena; Colonização; Género. <br><br></p> Guillaume Linte Copyright (c) 2021 Boletim Historiar 2021-06-29 2021-06-29 8 02 Olhares entre tempos: uma breve história da formação do território identidade da comunidade de Helvécia – BA https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15947 <p>O distrito de Helvécia localiza-se no município de Nova Viça – BA e em 2005 foi reconhecida como Comunidade Remanescente Quilombola (CRQ). A certificação atraiu a atenção de pesquisadores que se debruçaram sobre os recortes etnográficos, linguísticos, territoriais e históricos de Helvécia. Nesse sentido, o presente trabalho tem o objetivo de contribuir com uma breve introdução sobre a história da formação dessa comunidade. A pesquisa pautou-se em levantamentos bibliográficos, documentais e nas memórias coletivas negras. A escrita desse artigo procurou dar evidência ao protagonismo negro na luta pela liberdade e acesso à terra. Como resultado, o trabalho evidenciou que a posse da terra se tornou condição historicamente fundamental para a construção dos projetos de liberdade, reprodução social e cultural da comunidade helvética.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Helvécia; Acesso à terra; Quilombo. <br><br></p> Renato Pasti Copyright (c) 2021 Boletim Historiar 2021-06-29 2021-06-29 8 02 O templo de Salomão no Brás: uma análise acerca da utilização de elementos da antiguidade hebraica no neopentecostalismo brasileiro https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15948 <p>Os estudos acerca de História Antiga têm se debruçado acerca das recepções do passado em diversos momentos da história da humanidade até a contemporaneidade e a forma com que esse passado é utilizado ou ressignificado para gerar narrativas diversas em contextos diversos. Este artigo tem como objetivo entender a utilização de elementos judaizantes dentro da maior denominação cristã neopentecostal do Brasil, a Igreja Universal do Reino de Deus, na construção de sua sede no bairro do Brás, na cidade de São Paulo, e a sua reivindicação da narrativa acerca do Primeiro Templo da cultura hebraica afim de se aderir novos fieis em busca da origem bíblica e do primeiro testamento. <br><strong>Palavras-chave:</strong> arquitetura; antiguidade; neopentecostalismo; Templo de Salomão; IUDR</p> Lucas Martinez Knabben Copyright (c) 2021 Boletim Historiar 2021-06-29 2021-06-29 8 02 O que as licenciaturas podem aprender com a minissérie “O caso Gabriel Fernandez”? https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15949 Cristiane Tavares Fonseca de Moraes Nunes Copyright (c) 2021 Boletim Historiar 2021-06-29 2021-06-29 8 02 Onda rosa: nuances e interpretações na América Latina do século XXI https://seer.ufs.br/index.php/historiar/article/view/15950 João Carlos Calzavara Copyright (c) 2021 Boletim Historiar 2021-06-29 2021-06-29 8 02