n. 19 (2017): ISSN 2357-9145

Eis aqui mais um número do Boletim Historiar.

Abrindo a edição temos um trabalho de História Política e História Comparada de autoria de Francisco Diemerson de Sousa Pereira sobre a Ditadura Militar no Brasil. O autor analisa os documentos consulares norte-americanos referentes a situação sócio-política em Sergipe e na Bahia diante do golpe de 1964, verificando possíveis apoios regionais ao governo ditatorial. Na sequência, também no campo da política e da perspectiva comparada, Fernanda Cristina Nanci Izidro Gonçalves e Rayane Mourão de Magalhães   estudam os caminhos tomados pelo Brasil e pela Colômbia no combate ao narcotráfico entre 2002 e 2010.

Em seguida, Rodrigo Capistrano também utiliza da abordagem política para analisar documentários brasileiros nos últimos dez anos. O autor encara este tipo de produção como uma ferramenta de engajamento social com o objetivo de influenciar os expectadores na tomada de consciência. Seguindo o fluxo no campo do poder, o texto de Israel Aquino e Vanessa Voltaire analisa como o movimento artístico "Nueva Canción Latinoamericana", no Chile e na Argentina nos anos 60 e 70, atuaram como um instrumento político e estético de luta contra a indústria cultural tradicional, aos movimentos do imperialismo e como uma tentativa de resistência aos governos de exceção civil-militares.

Temos ainda política e História do Tempo Presente com o texto de Pedro Carvalho Oliveira. O autor realiza uma análise sobre o gênero musical neofacista Hate Rock e a construção político-ideológica empreendida por grupos neofascistas. Também pautado no campo da História do Tempo Presente, Katty Cristina Lima Sá, realiza um breve histórico da organização militante islâmica Al-Qaeda, desde a sua fundação em 1989 ao presente. A autora destaca as mudanças estruturais e ideológicas da organização ao longo de sua história e em como tais mudanças a atingiram de maneira prática..

Por fim temos a resenha de Cleverton Barros de Lima da obra “História do Brasil República: da queda da Monarquia ao fim do Estado Novo” de Marcos Napolitano.                                       

Agradecemos pela colaboração e apoio com submissões de textos e com a frequente divulgação do periódico. Desejamos uma boa leitura a todos.

Os editores.

Publicado: 2017-07-07