REFERENCIAÇÃO E HUMOR NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

Resumo

Neste artigo, discutimos como as estratégias de referenciação, em especial as anáforas diretas, colaboram na construção de sentido do humor em crônicas de Luiz Fernando Verissimo. Além de analisar a crônica "Inimigos", mostrando o papel das anáforas diretas, discutimos como essa análise pode ser útil no ensino, principalmente porque textos de Verissimo costumam figurar em diversos livros didáticos de Língua Portuguesa.

Palavras-chave: Referenciação. Crônica. Humor. Ensino de Língua.

Referências

BOSI, A. Um conceito de humorismo. In: BOSI, A. Céu, inferno – ensaios de crítica literária e ideologia. São Paulo: Ática, 1988. p. 187-191.

CANDIDO, A. et al. A crônica: o gênero, sua fixação e suas transformações no Brasil. Campinas. Ed. da Unicamp; Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1992. Disponível em

https://pt.scribd.com/document/362492686/A-Cronica-o-Genero-sua-Fixacao-e-Suas-Transformacoes-No-Brasil. Acesso em 10 de janeiro de 2019.

CAVALCANTE, M. M. Referenciação: sobre as coisas ditas e não ditas. Fortaleza: UFC, 2011.

CAVALCANTE, M. M. Os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2012.

CAVALCANTE, M. M.; CUSTÓDIO FILHO, V.; BRITO, M. Coerência, referenciação e ensino. São Paulo: Cortez, 2014.

CIULLA E SILVA, A. Os processos de referência e suas funções discursivas: o universo literário dos contos. 2008. 205f. Tese (Doutorado em Linguística) – Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.

COLARMACO, M. Referenciação e construção de sentido nas fábulas de Monteiro Lobato e Esopo. 2014. 189f. Tese (Doutorado em Letras Vernáculas) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

KOCH, I. G. V. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez, 2002.

KOCH, I. G. V. Referenciação e organização argumentativa. In: KOCH, I.; MORATO, E. M.; BENTES, A. C. (Org.). Referenciação e discurso. São Paulo: Contexto, 2005. p.7-34.

KOCH, I. G. V. As tramas do texto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

KOCH, I. G. V.; MARCUSHI, L. A. Processos de Referenciação na produção discursiva. Revista Delta [online]. São Paulo, v. 14, s/p. 1998. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-44501998000300012&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 10 de dezembro de 2018.

KONZEN, P. C. Ensaios Sobre a Arte da Palavra. Cascavel: Edunioeste, 2002.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

POSSENTI, S. Os humores da língua. Campinas: Mercado das Letras, 1998.

POSSENTI, S. O humor e a língua. Ciência hoje. v.30, n. 176, p. 72-74, 2001. Disponível em: http://aescritanasentrelinhas.com.br/wpcontent/uploads/2009/02/o-humor-e-a-lingua-texto.pdf. Acesso em: 02 de janeiro de 2019.

POSSENTI, S. Humor, língua e discurso. São Paulo: Contexto, 2010.

PROPP, V. Comicidade e riso. São Paulo: Ática, 1992.

RITTER, L. C. B. Gênero discursivo crônica: um estudo do contexto de produção. V SIGET – Simpósio Internacional de Estudos de Gêneros Textuais. Agosto 2009. Disponível em: https://www.ucs.br/ucs/extensao/agenda/eventos/vsiget/portugues/anais/arquivos/genero_discursivo_cronica_um_estudo_do_contexto_de_producao.pdf. Acesso em: 2 de janeiro de 2019.

SÁ, J. A crônica. 3. ed. São Paulo: Ática, 1987.

SANTOS, D. Z. A importância do conhecimento prévio para compreensão do humor na publicidade. 2004. 121f. dissertação (Mestrado em Letras Vernáculas) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

SANTOS, L. W. Os paradidáticos e o ensino de leitura no 1º grau. Dissertação (Mestrado em Letras Vernáculas) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1994.

SANTOS, L. W.; CAVALCANTE, M. Referenciação: continuum anáfora-dêixis. Revista Intersecções, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 224-246, Mai. 2014. Disponível em: http://www.portal.anchieta.br/revistas-elivros/interseccoes/pdf/interseccoes_ano_7_numero_1.pdf. Acesso em 02 de janeiro de 2019.

SANTOS, L. W.; RICHE, R. C.; TEIXEIRA, C. S. Análise e produção de textos. São Paulo: Contexto, 2012.

TRAVAGLIA, L. C. Uma introdução ao estudo do humor pela linguística. D.E.L.T.A: Revista de Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada. São Paulo, v. 6, n. 1, p. 55-82, 1990. Disponível em: http://www.ileel.ufu.br/travaglia/sistema/uploads/arquivos/artigo_uma_introducao_ao_estudo%20do_humor_pela_linguistica.pdf. Acesso em 02 de janeiro de 2019.

Publicado
2019-06-12
Seção
Dossiê 1: Leitura e abordagens híbridas