O EROTISMO E AS REPRESENTAÇÕES DO FEMININO EM “RITOS DE PASSAGEM”, DE PAULA TAVARES

  • Mailza Rodrigues Toledo e Souza

Resumo

Neste artigo propomos uma leitura da obra “Ritos de Passagem” (1985), da poeta angolana Paula Tavares, sob o viés do erotismo pontuando em seus poemas o modo como a autora estabelece a promoção da emancipação feminina, associando a construção erótico-poética à construção da cidadania, de ângulo simultaneamente literário e sócio-existencial.