NOVAS PRÁTICAS JUVENIS DE LEITURA – CULTURA DIGITAL E FORMAS DE APROPRIAÇÃO

Resumo

O presente trabalho, de cunho teórico, propõe-se a discutir como as práticas de leitura de jovens inseridos na cultura digital vêm se redefinindo na contemporaneidade, considerando os lugares onde circula a literatura, suas múltiplas configurações e novas formas de apropriação. As reflexões trazidas são inspiradas, entre outros autores, por Cerrillo, em sua ênfase à literatura juvenil para a formação de leitores, Colomer , ao caracterizar a literatura juvenil contemporânea como um lugar de fronteira, Cosson, que explora o processo de alargamento do fenômeno literário, e Lluch, que analisa as transformações da literatura e do leitor atravessadas pelo mercado e mundo digital.

Palavras-chave: Leitura juvenil. Práticas de leitura. Cultura digital.

Biografia do Autor

Patrícia Aparecida Machado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Mestre e Doutora em Educação pela UFRGS; pesquisadora associada do NECCSO - Núcleo de Estudos sobre Currículo, Cultura e Sociedade. Orcid: https://orcid.org/0000-0001-8350-7701. E-mail: patriciaoliveira.m@gmail.com

Rosa Maria Hessel Silveira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Mestre em Letras e Doutora em Educação pela UFRGS. Professora colaboradora convidada do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRGS e coordenadora do NECCSO – Núcleo de Estudos sobre Currículo, Cultura e Sociedade. Orcid: https://orcid.org/0000-0001-5797-6627. E-mail: rosamhs@gmail.com

Referências

BLOOM, H. Contos e poemas para crianças extremamente inteligentes de todas as idades. v. 1, 2, 3, 4. Trad. de José Antonio Arantes. Rio de Janeiro: Objetiva, 2004.

CANDIDO, A. Direitos humanos e literatura. In: FESTER, A.C.R. (Org.). Direitos humanos e… São Paulo: CJP; Brasiliense, 1989.

CANDIDO, A. A literatura e a formação do homem. Ciência e cultura, São Paulo. USP, 1972.

CANDIDO, A. Literatura e sociedade. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1976.

CERRILLO, P. El lector literario. México: DCE, 2016.

COLLINS, J.B. On the books for everybody: how literary culture became popular culture. Durham: Duke University Press, 2010.

COLOMER, T. Introdução à literatura infantil e juvenil atual. Trad. de Laura Sandroni. São Paulo: Global, 2015.

COSSON, R. Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto. 2017.

CRUVINEL, L.W.F. Narrativas juvenis brasileiras: em busca da especificidade do gênero. 2009. 190 f. Tese (Doutorado em Linguistica, Letras e Artes) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2009.

DIAZ-PLAJA, Ana. Entre livros: La contruccion de um itinerário lector próprio em la adolescência. In: Colomer, T. Lecturas adolescentes. Barcelona: Graó. 2009.

DELBRASSINE, D. Le roman pour adolescents aujourd’hui: écriture, thématiques et reception. Paris: SCÉRÉN-CRDP de Académie de Créteil; La Joie par les Livres – Centre National du Livre Pour Enfants, 2006.

ECO, U. Os limites da interpretação. Lisboa: Difel, 1990.

HAYLES, K. N. Literatura eletrônica: novos horizontes para o literário. São Paulo: Global, 2009.

LLUCH, G. Literatura infantil Y juvenil yotras narrativas periféricas. Publicação: Alicante: Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes, 2009.

LLUCH, G. La narrativa para los adolescentes del siglo XXI. In: BLANCA, A. R.; LÓPEZ, I..S.; RODRIGEZ, M..N. (Coords.). A narrativa xuvenil a debate (2000-2011). Galicia: Xerais de Galicia; USC, 2012.

MATIA, K.C. A narrativa juvenil brasileira: entre temas e formas, o Fantástico. Tese (Doutorado em Estudos Literários), Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2017.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2003.

MELO,C.A. de. #Bookstagram: retratos do leitor literário na contemporaneidade. Projeto de tese apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRGS. Porto Alegre: 2020.

MORDUCHOWICZ, R. A geração multimídia. In: Lluch, G. (Coord.). Las lecturas de los jóvenes: un nuevo lector para un nuevo siglo. Barcelona: Anthropos, 2010. p. 59-71.

NUNES, B. Ética e leitura. In: Crivo de papel. São Paulo: Ática, 1998. p. 175-186.

SILVA, M. M. M. C. T. Uma escrita de transição: contributos para uma reflexão sobre literatura juvenil. In: BLANCA, A.R.; LÓPEZ, I.S.; RODRIGEZ, M.N. (Coords.). A narrativa xuvenil a debate (2000-2011). Galicia: Xerais de Galicia; USC,2012.

TURCHI, M. Z. O estético e o ético na literatura infantil. In: CECCANTINI, J.L. (Org.). Leitura e leitura infantojuvenil: memória de Gramado. São Paulo: Cultura Acadêmica; Assis: ANEP, 2004.

VIEL, R. Sobre a ficção: conversas com romancistas. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

Publicado
2020-07-31
Seção
Leituras literárias compartilhadas