ABRANGÊNCIAS E IMPLICAÇÕES DA LEITURA NA FEITURA DE SI

Resumo

A leitura da palavra são degraus para o limiar e o alumiar o caminho para humanização. Isso tem seu início desde a mais tenra idade. Este artigo objetiva discutir, a partir das relações – a palavra e o mundo, o Eu e o Outro, a escola e a vida, as possibilidades da leitura sob o olhar da criança. Que pensa a criança da experiência de descobrir-se lendo e escrevendo? É uma pesquisa quali-narrativa em uma escola pública portuguesa e mostra os efeitos da leitura na educação das crianças. Tem como marco teórico Freire, Queirós, e Niza.

Palavras-chave: Educação. Criança. Leitura. Narrativas.

Biografia do Autor

Eliana Sampaio Romão, Universidade Federal de Seripe - UFS

Pós-Doutora. Estágio Sênior/Bolsa Capes. Universidade de Portugal (UP). Doutora e Mestre em Educação. Pedagoga/UFAL. Profa. UFS. Lider Grupo de Pesquisa Educação, Comunicação e Memória. (EduC-Me). Email: elianaromao@uol.com.br. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-2380-4509.

Ana Rita Silva Almeida, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - IFBA

Pós-Doutora – Estágio Sênior em Pesquisa – pela Universidade do Minho, Doutora em Educação: Psicologia da Educação. Professora do IFBA, atua na Licenciatura e no Doutorado Multinstitucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento. E-mail: ana.chiara@ifba.edu.br. Orcid: https://orcid.org/0000-0001-5980-4781.

Referências

ALMEIDA, V. D. Memórias, experiência(s) e formação: uma tríade multirreferencial. In: Memoriais, Literatura e práticas culturais de leitura. Salvador: EDUFBA, 2010.

ALMEIDA, A. R. S. Leitura em voz alta. Obrigação ou prazer? Revista ABC Educatio. São Paulo, ano 7, nº 58, agosto/2006.

ALMEIDA, S. F. “A ler bem vou mais além”. In: Dissertação de Mestrado Psicologia da Educação no âmbito de Literacia Emergente. UPorto, Portugal, 2011.

BRASIL. Política Nacional de Alfabetização: entenda as polêmicas presentes na PNA. Disponível site undime.org.br. Acesso, 5.jun.2020.

BENJAMIN, W. Escritos sobre o mito e linguagem. São Paulo: Editora 34, 2017.

BENJAMIN, W. O Narrador: reflexões sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Sobre Arte, Técnica, Linguagem e Política. Lisboa: Relógio D’ Agua, 2012.

BRUNER, J. Cultura da Educação. Lisboa, Portugal: Edições 70, LDA, 1996.

CECCON, C. A vida na escola e a escola na vida. 23ª ed., Petrópolis: Editora Vozes Ltda em co-edição com IDAC, 1991.

CORSARO, W. A. Sociologia da Infância. 2. ed., Porto Alegre: Artmed, 2011.

CRUZ, S. A qualidade da educação infantil, na perspectiva das crianças. In: Oliveira-formozinho (org.). A escola Vista pelas Crianças. Porto, PT: Porto Editora, 2008.

DI NUCCI, E. P. Alfabetizar letrando. Um desafio para o professor! In: LEITE, Sergio (org.) Alfabetização e Letramento: contribuições para práticas pedagógicas. Campinas: Komedi, 2005.

FREIRE, P; MACEDO, D Alfabetização: Leitura do mundo leitura da palavra. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1990.

FREIRE, P; MACEDO, D. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Cortês, 1996.

FREIRE, P; MACEDO, D. Paulo. A importância do ato de ler. São Paulo: Cortez, 2011a.

FREIRE, P. & GUIMARÃES, S. Aprendendo com a própria história. São Paulo: Paz e Terra, 2011b.

FREIRE, P. & GUIMARÃES, S. Pedagogia dos sonhos possíveis. São Paulo: Unesp, 2001.

FREIRE, P. & GUIMARÃES, S. Extensão ou comunicação. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

GOMES, I. & SANTOS, N. L. Literacia emergente: “é de pequenino que se torce o pepino”. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais. Porto: Edições Universidade Fernando Pessoa, 2005.

LEITE, S. Alfabetização e Letramento: contribuições para as práticas pedagógicas. Campinas, SP: KOMEDI, 2005.

MORATTI, M. R. Educação e Letramento. São Paulo: UNESP, 2004.

NIZA, S. Os fluxos da escrita que transforma. In: NÓVOA, Antonio et al. (orgs). Sérgio Niza: escritos sobre educação. Lisboa: Tinta-da-China, 2015.

NUNES, C. Educação emancipatória. Florianópolis, SC: Sofios, 2003.

PENNAC, D. Como um romance. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

SOARES, Magda. Alfabetização e Letramento. São Paulo: Contexto, 2011.

RAPOSO, D.; COSTA, J. A rebelião dos signos: a alma das letras. Lisboa: Dinalivro, 2010.

ROMÃO, E. Educação de bocadinho em bocadinho: criança & leitura. Curitiba, Paraná: CRV, 2020.

ROMÃO, E. A educação do educador na sociedade maquínica: a ética e a estética da docência e do desejo de docender. In: Filosofia e Educação. Campinas, SP, v. 10, n. 1, p. 58-89, jan/abr. 2018. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/download/.../17697

QUEIRÓS, B. C. Sobre Ler, Escrever e outros diálogos. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

QUEIRÓS, B. C. O livro de Ana. São Paulo: Global, 2009.

QUEIRÓS, B. C. Ler, escrever e fazer conta de cabeça. Miguilim: Editora atual: Global, 1996.

SÁ, E. Hoje não vou à escola: porque é que os alunos não tiram boas notas? Lisboa: Lua de Papel, 2014.

SARMENTO, M. As crianças e os efeitos da crise pandémica. In: Opinião. Universidade do Minho/Pt. 3. de junho de 2020.

SUJOMLINSKI, A. Pensamiento Pedagógico. URSS:Progreso, 1975.

UNESCO. Institute for Lifelong Learning, 2017.

ZAZZO, R. Henri Wallon: psicologia e marxismo. Lisboa: Editorial Veja, 1978.

Publicado
2020-07-31
Seção
Leituras literárias compartilhadas