ELIZABETH BISHOP, ARMÁRIO E GOZO: DINÂMICAS DO EROTISMO

Resumo

Em carta e nos poemas O banho de xampu e Canção do tempo das chuvas, Elizabeth Bishop (2006, 2011 e 2012) representa Key West, na Flórida, e a Casa de Samambaia, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, retratando-os como lugares de maior acolhimento para sua subjetividade e sexualidade. Nesses textos, a poeta revela um jogo erótico com o lugar, dinamizado pelo soterramento de sua intimidade em descrições, aparentemente, neutras da realidade. Essa dinâmica sugere há existência de um jogo libidinal entre a insinuação de um segredo e, ao mesmo tempo, a manutenção de seu sigilo. Dona de uma poética do armário (SEDGWICK, 2007), Bishop, uma mulher lésbica, nesses textos, aponta para experiências íntimas, marcadas pela jouissance, pela relação erótica com o lugar (BATAILLE, 1987). Neste ensaio, proponho pensar esse jogo, destacando expressões de gozo simulacradas na relação com o ambiente, um gozo que se realiza à revelia da opressão, da hostilidade de gênero e do preconceito (LUGONES, 2019).

PALAVRAS-CHAVE: Elizabeth Bishop. Representações da Intimidade. Erotismo. Armário. Gozo.

Biografia do Autor

Tiago Barbosa da Silva, Instituto Federal de Sergipe - IFSE

Professor Dr. do Instituto Federal de Sergipe (IFSE). Pós-doutorando no PPGL/UFS. Doutor em Letras pelo PPGL/UFPE (2018). Pesquisador associado ao Grupo de Estudos de Literatura e Crítica Contemporâneas (GELCCO), ao Grupo de Estudos sobre Representações, Alteridades e Subjetividades (ERAS), e ao Grupo de Pesquisa em Estudos de Texto, Leitura e Linguagem (GETELL).

Referências

BATAILLE, G. O Erotismo. Porto Alegre: L&PM, 1987.

BISHOP, E. Edgar Allan Poe and the Juke-Box: uncollected poems, drafts, and fragments. Nova Iorque: Farrar, Straus and Giroux, 2006.

BISHOP, E. Poems: Elizabeth Bishop. New York: Ferrar, Straus and Giroux, 2011.

BISHOP, E. Poemas Escolhidos de Elizabeth Bishop. Seleção, Tradução e Textos Introdutórios de Paulo Henriques Britto. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

BISHOP, E. Uma Arte: as cartas de Elizabeth Bishop. Tradução de Paulo Henriques Britto. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

CARLOS, A. F. A. O lugar no/do mundo. São Paulo: FFLCH, 2007.

FOUNTAIN, G. e BRAZEAU, P. Remembering Elizabeth Bishop: An Oral Biography. Amherst: University of Massachusetts Press, 1994.

LUGONES, M. Rumo a um feminismo decolonial. In: HOLLANDA, H. B. (Org.). Pensamento Feminista: Conceitos Fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019.

MARÍN-DÒMINE, M. Traduzir o Desejo: Psicanálise e linguagem. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2015.

MILLIER, B. C. Elizabeth Bishop: life and the memory of it. Berkeley: University of California Press, 1993.

SEDGWICK, E. K. A Epistemologia do Armário. Cadernos Pagu, Campinas, UNICAMP, vol. 28, jan./jun., p. 19-54, 2007.

SILVA, T. B. O não-lugar em Elizabeth Bishop. Aracaju: EDIFS, 2019.

Publicado
2021-05-20
Seção
Leituras temáticas: da ficção contemporânea à lírica feminina