A VIOLENCIA COMO PROCEDIMENTO NA LITERATURA INFANTOJUVENIL AFRO-BRASILEIRA

  • Luiz Henrique Silva de Oliveira

Resumo

Jussara Santos, Madu Costa e Patrícia Santana, autores afro-brasileiras,utilizam-se de diversas cenas e configurações da violência como procedimentofundamental para a construção de seus textos destinados a crianças e jovens.Pretende-se apontar que as escritoras, para além da dimensão estética, utilizamestas cenas para denunciar, por meio do texto literário, a incidência recorrente deatos violentos, de diversas ordens, sobre crianças, jovens, mulheres e sujeitos nãobrancos.
Para tanto este trabalho se sustenta na teorização sobre violênciarealizada por Guerra e Azevedo (1997); Maria Cecília Minayo e Edinilsa Ramos deSouza (2003); Maria da Conceição de Oliveira Costa et alli (2007); Dalcastagnè(2005); e Cruz (2009). Entenderemos a literatura afro-brasileira a partir dateorização de Duarte (2008).
Seção
EDIÇÃO ESPECIAL: Escritoras de Língua Portuguesa