A FICÇÃO DE PAULINA CHIZIANE: LINGUAGEM E GÊNERO

  • Amara Cristina de Barros e Silva Botelho
  • Ilka Souza dos Santos

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo a análise da ficção de PaulinaChiziane, primeira moçambicana a produzir romances. Nele se aborda aproblemática de gênero em sua relação com a sociedade nos romances Balada doamor ao vento e NIKETCHE: uma história de poligamia. No que se refere a gênero,atrelado a crítica feminista seguem-se os pressupostos de Louro (2011), Branco(1989), Beauvoir (1980), Moreira Alves e Pitanguy (1998), e Butler (2003), autorasque agregam gênero à crítica feminista e às questões sociais. Salienta-se tambémser a crítica realizada por Chiziane à situação de dependência e de submissão, emque vive o ser feminino no contexto sociocultural moçambicano, atenuada pelapoeticidade da linguagem.
Seção
EDIÇÃO ESPECIAL: Escritoras de Língua Portuguesa