O TEMPO DO SENTIDO: CRONOS E AION NO PENSAMENTO DELEUZEANO

  • Fernando Monegalha Universidade Federal de Sergipe

Resumo

Em Lógica do sentido, Gilles Deleuze efetuou uma distinção entre dois regimes temporais: Cronos e Aion. Seguindo a tradição estoica a esse respeito, Deleuze afirmou que Cronos é basicamente o tempo do presente vivo, o tempo dos corpos e suas misturas, o tempo dos estados de coisas. Aion, por sua vez, seria um tempo que incluiria um passado e futuro ilimitados, sendo o tempo dos acontecimentos incorporais, o tempo daquilo que é expresso nas proposições, o que equivale a dizer, o tempo do sentido. O que nos propomos nesse artigo é analisar essa enigmática disjunção deleuzeana, mostrando seu embasamento no pensamento estoico e suas consequências para as teses gerais de Lógica do sentido.
Publicado
2018-06-23
Seção
Artigos e Investigações Originais