MARTIN BUBER E O SIGNIFICADO DE NAÇÃO

Abstract

Neste artigo examina-se o conceito de nação elaborado pelo filósofo judeu Martin Buber. Mostra-se como ele desenvolveu uma posição equidistante tanto do projeto de um poder político que levasse à criação do Estado de Israel afastado da espiritualidade judaica, quanto a de viver essa espiritualidade afastada do compromisso do povo de criar um espaço terreno onde fosse feito a experiência do Reino de Deus. Isso significou historicamente posicionar-se entre as posições de Theodor Herzel e Hermann Cohen. A tese de Buber também se distancia do conceito de nação preconizado pelo idealismo alemão. Finalmente, a posição de Buber é contraposta à visão do assunto de outros fenomenólogos com os quais tem semelhanças e diferenças.

Published
2019-07-15
How to Cite
de Carvalho, J. M. (2019). MARTIN BUBER E O SIGNIFICADO DE NAÇÃO. Prometheus - Journal of Philosophy, 12(34). https://doi.org/10.52052/issn.2176-5960.pro.v12i34.11654
Section
Original Articles