Já não mais “a coisa mais importante dentre as menos importantes”: A presença do futebol como provocação intelectual

  • Hans Ulrich Gumbrecht Stanford University

Abstract

Para a Copa do Mundo de Futebol de 1974, a seleção alemã — que, a propósito, sendo a favorita e jogando em casa, venceu sem qualquer brilho — gravou, pela primeira vez, uma canção cantada em coro, cujos título (“Futebol é a nossa vida”) e verso mais famoso (“Futebol Soberano rege o mundo”)nos fazem hoje recordar o statussocial de que gozava o esporte em torno de meio século atrás. Naturalmente, a intenção da letra era ser “bem-humorada”, para ser ouvida, cantada e embalada com um sorriso inebriado, pois não havia ninguém que levasse a sério que o Futebol Soberano (e não a política ou a economia) realmente pudesse reger o mundo.

 

Published
2016-08-16
How to Cite
Gumbrecht, H. U. (2016). Já não mais “a coisa mais importante dentre as menos importantes”: A presença do futebol como provocação intelectual. Prometheus - Journal of Philosophy, 9(20). Retrieved from https://seer.ufs.br/index.php/prometeus/article/view/5487
Issue
Section
Dossiê Filosofia e Esporte