DERRIDA E A CRÍTICA AO MÉTODO ESTRUTURALISTA

  • Cloves Thiago Dias Freire Programa de Pós-graduação da Universidade Federal de Sergipe (UFS) Mestrando em Filosofia

Abstract

Este trabalho tem por objetivo compreender “o fazer filosofia”, proposto pelo filósofo franco-magrebino Jacques Derrida, a partir da crítica ao modelo estruturalista de análise literária presente na obra A escritura e a diferença. Ademais, intencionamos compreender como a filosofia derridiana se caracteriza como uma recusa às amarras da linguagem proposicional, tão característica das ciências da natureza. Acreditamos que Derrida rompe com o sentido proposicional da linguagem das ciências da natureza propondo uma abertura para a liberdade poética.
Published
2017-09-07
Section
Dossiê Semana de Filosofia da Linguagem - GEFILUFS