FENOMENOLOGIA COMO ONTOLOGIA: HEIDEGGER E A “QUESTÃO DO SER” A PARTIR DA INTUIÇÃO CATEGORIAL DE HUSSERL

Tatiane Boechat

Resumo


A questão explorada nesse artigo versa sobre a importância do conceito de intuiçãocategorial no que se refere à elaboração da pergunta pelo ser (Seinsfrage) para o filósofo MartinHeidegger. No período em que esteve em contato com a fenomenologia de Husserl, a questãofilosófica que perpassava o seu pensamento era sobre “o que quer dizer ‘ser’?”. Ele procurapensar esta questão através da fenomenologia husserliana, mais especificamente, pelo conceitode “intuição categorial”. Esse é o conceito fundamental que abre o caminho para uma leitura deHeidegger da fenomenologia. Procuramos, então, entender como ocorre a aproximação entre aintuição categorial e a questão do sentido do ser, mais especificamente, como Heideggerconcilia o seu interesse pela questão do ser e o âmbito de significação pré-predicativa aberto porHusserl. Ao considerar isso, mostraremos que é através de uma alteração do estatuto do serinaugurada pela fenomenologia e da elaboração da pergunta pelo sentido do ser mesmo e do serdo homem que Heidegger pensa a condição de possibilidade do ente enquanto tal.

Texto completo:

PDF PDF