Notícias

RCG - Revista Controladoria e Gestão

2021-07-01

Prezados usuários,

E com muita satisfação informamos que a Revista Controladoria e Gestão-RCG disponibiliza a Edição v. 2, nº 2 de 2021.

Esta Edição é composta de 08 (oito) artigos aprovados pelos nossos avaliadores que resultou em uma seleção de diversos temas relevantes para a contribuição das áreas “Controladoria e Gestão”. Pesquisadores de todo Brasil estão aqui representados pelos seus trabalhos, demostrando a importância da Revista RCG ao proporcionar mais um meio de divulgação de suas obras.

A pesquisa dos autores Fabricio Petrolli, Francieli Pacassa e Antonio Zanin, representando a UNOCHAPECÓ, verificaram o nível de utilização de informações de custos para a tomada de decisões por gestores de empresas moveleiras do estado de Santa Catarina. Onde, dentre os achados da pesquisa, os gestores das empresas possuem conhecimentos dos seus custos através de software, planilhas de controles, e utilizam algum tipo de método de custeio para auxiliar na tomada de decisões.

Já na pesquisa dos autores representando instituições do Nordeste, Andreza C. S. de Lima, Inglithiane G. S. de Lima, Débora M. da Silva e Melissa B. M. da Silva, procuraram identificar os mecanismos utilizados pelos artesãos da Casa da Cultura em Recife/PE, para formação de preço dos seus produtos artesanais. Concluindo que apesar da maioria dos artesões entrevistados tenha a formação até o Ensino Médio ou em processo de conclusão do mesmo, nota-se que diante do questionário apresentado maior parte dos respondentes reconhece as propostas elencadas como influenciadoras na formação de preços.

Na sequência, tem-se uma pesquisa utilizando a Revisão Sistemática referente a Contabilidade Gerencial como Ferramenta de Apoio à Gestão de Pequenas Empresas no período de 2015 a 2020, dos autores da instituição Universidade Estadual do Norte do Paraná – UENP, Jose A. Marcelino, Elizabeth B. dos Santos, Eriki V. N. da Silva e Edilson R. do Prado. Concluindo que contabilidade gerencial para a micro e pequenas empresas, possibilita um planejamento assertivo de ações que influenciam os seus resultados no mercado.

Na pesquisa dos autores Roberto R. M. Ribeiro, Tatiane B. Dietrich, Juliane A. Pavão, Iasmini M. T. Borges, Kerla Mattiello representando a Universidade Estadual de Maringá - UEM, pesquisaram a Judicialização na Saúde e a Teoria da Contingência: um Estudo da Relação no Orçamento Municipal da Saúde em Maringá. Dentre as conclusões encontradas no estudo, evidencia-se que em todos os anos estudados valores superiores a 30% das receitas foram aplicados no orçamento da saúde, seguindo o que ordena a Lei Complementar 141/2012.

Os autores Cristina D. de Sousa, Andreza C. S. de Lima e Juliane F. da Silva da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, tiveram como objetivo identificar os mecanismos de gestão do fluxo de caixa e planejamento financeiro, utilizados por uma empresa do ramo de produtos químicos. Os resultados mostraram a necessidade da inclusão da ferramenta para a visualização antecipada das suas necessidades financeiras, investimentos, aplicações, participações societárias, imóveis, empréstimos, dando ao gestor toda uma visão ampla para melhor gerir e tomar decisão com respaldo e segurança para seus futuros investimentos.

A próxima contribuição foi um estudo referente à Análise da Influência da Revolução 4.0 na Gestão da Qualidade na perspectiva de Docentes de Pós-Graduação da Área de Qualidade, dos autores Daiana J. da Silva, João Paulo P. da Silva, Thiago B. da Silva, Gabriela de Vasconcelos, da Faculdade Santa Helena e Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Concluíram que no gerenciamento dos processos de qualidade, poderá ter uma maior agilidade na geração de informações possibilitando o uso de dados atualizados em tempo real, por meio da inteligência artificial que simula a racionalidade em resolver problemas e tomar decisões através de softwares e robôs e a internet das coisas que permite a rede de máquinas conectadas à internet executada de forma coordenada.

Thiago A. S. A. da Silva e Gabriela de Vasconcelos de instituições de ensino superior do Nordeste, tiveram como objetivo analisar o desempenho dos processos de gestão logísticos, com a utilização do (WMS) em uma distribuidora de alimentos do Recife. Foi comprovado um melhor desempenho dos processos logísticos, com melhoria no atendimento a clientes e fornecedores, melhor utilização do espaço físico, mão de obra, e equipamentos, maior controle dos produtos e atividade, aumento da produtividade, e redução de perdas.

Finalizando, com a pesquisa dos autores Ingrid C. da Silva e Gabriela de Vasconcelos representando a Universidade de Pernambuco – UPE e Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Tendo como objetivo identificar quais são os fatores que impactam no endividamento dos indivíduos residentes em algumas cidades do interior de Pernambuco e os fazem se tornarem inadimplentes. O estudo identificou que dentre os principais fatores comportamentais influenciadores do endividamento estão o elevado grau de estresse e ansiedade. Ademais, constatou-se que a dificuldade de fazer planejamento é o principal empecilho para uma boa gestão da renda da amostra analisada.

Agradecemos a todos os avaliadores por sua inestimável contribuição no processo de avaliação e aprimoramento dos artigos.

Desejo a todos uma boa leitura!

Boa Leitura!!

Atenciosamente
Prof. Nadielli Galvão - Editor Chefe

Prof. Alex Bertollo – Editor Científico

Saiba mais sobre RCG - Revista Controladoria e Gestão

Edição Atual

v. 2 n. 2 (2021): RCG - Revista Controladoria e Gestão
Publicado: 2021-07-01

Artigos

Ver Todas as Edições