Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Revista de Estudos de Cultura

A revista de Estudos de Cultura da UFS é um periódico do Núcleo de Estudos de Cultura da UFS, Pólo autónomo internacional do CLEPUL: HISTÓRIA, CULTURA E EDUCAÇÃO, que foi criado com o intuito de congregar pesquisadores das grandes áreas de Ciências Humanas, de Ciências Sociais e Aplicadas e de Letras, Linguística e Artes, para que, numa relação recíproca e não hierárquica de trocas e empréstimos, possam romper-se as limitações disciplinares que dificultam perspectivas renovadoras de reflexão sobre a cultura moderna e contemporânea, com ênfase no estudo de seus aspectos organizacionais e representacionais.

ISSN: 2446-7189

The Journal of Studies of Culture of the Federal University of Sergipe is a periodical of the Núcleo de Estudos de Cultura (The Center of Studies of Culture) of the said institution, an autonomous branch of CLEPUL (The Center for Research of the Faculty of Letters of the University of Lisbon), created with the intention of bringing together researchers from the vast fields of Human Sciences, Social and Applied Sciences, Languages, Linguistics and Arts, so that, through a reciprocal and non-hierarchical exchange, disciplinary limitations which hinder the emergence of new ways of conceiving modern and contemporary culture will be overcome, by placing some emphasis on their organizational as well as representational aspects.

Notícias

 

Chamada para Publicação XIII

 

  

RELAÇÃO COM O SABER  

                 Prazo para submissão: 20/11/2019


EMENTA

A REVEC convida todo(a)s o(a)s estudantes, professore(a)s e pesquisadore(a)s interessado(a)s a submeter artigos científicos inéditos acerca da Relação com o Saber. (CHARLOT, 1976, 1991, 1992, 2000, 2005, 2009, 2013). De acordo com Charlot (2000), o saber sempre alude uma atividade, implicando relações do sujeito com o mundo, com ele mesmo e com os outros, pois “não há saber que não esteja inscrito em relações de saber” (CHARLOT, 2000, p.63). Nosso objetivo é provocar e promover publicações baseadas em pesquisas, fontes e temáticas inéditas ou pouco exploradas que estejam alicerçadas ou façam uso dessa teoria que investiga as relações epistêmicas, sociais e identitárias do sujeito imerso no processo de aprendizagem. Tais relações ocorrem simultaneamente, e é assim que as pesquisas baseadas na teoria da Relação com o Saber buscam compreender os sentidos que os alunos de classes sociais diferentes atribuem ao saber e à escola, dando uma nova perspectiva entre as desigualdades sociais e o sucesso ou fracasso escolar.

 

Bibliografia sugerida:


CHARLOT, Bernard
A Mistificação pedagógica (nova tradução, novo prefácio). 3. ed. São Paulo: Cortez, 2013.
_________________
Da relação com o saber às práticas educativas. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2013. 
_________________
A Relação com o Saber nos Meios Populares. Uma investigação nos liceus profissionais de subúrbio. Porto, Portugal: LIVPSIC, 2009.
_________________
Relação com o saber, Formação dos professores e Globalização: questões para a educação hoje. Porto Alegre, Brasil: Artes Médicas, 2005. 
_________________
Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Trad. Bruno Magne. Porto Alegre: Artmed Editora, 2000. 
CHARLOT, Bernard; BAUTIER, E. ; ROCHEX, J. Y. . Ecole et savoir dans les banlieues et ailleurs. Paris: Armand Colin, 1992.

CHARLOT, Bernard; BKOUCHE, R.; ROUCHE, N. . Faire des mathématiques : le plaisir du sens. Paris: Armand Colin, 1991.

CHARLOT, BernardLa Mystification pédagogique. Paris: Payot, 1976.

 

 

Bernard Charlot

Kate Constantino Oliveira

 (Organizadores)
 
Publicado: 2019-09-10 Mais...
 
Outras notícias...

v. 4, n. 2 (2018): Mai. - Ago.: Léxico e Cultura


Capa da revista