NAS ORIGENS DO ROMANCE E DO GÓTICO NO BRASIL

O TERROR RADCLIFFEANO EM TEIXEIRA E SOUSA

  • Daniel Augusto P. Silva
  • Júlio França

Resumo

Tomando como pontos de partida (i) as imbricações entre o nascimento do romance moderno e a literatura gótica e (ii) a extensiva recepção da obra de Ann Radcliffe (1764-1823) no Brasil, o artigo analisa as convenções góticas que se fazem presentes nos romances O filho do pescador (1843) e Tardes de um pintor ou As intrigas de um jesuíta (1847), de Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa (1812-1861). O foco da análise recairá sobre a estratégia narrativa conhecida como “sobrenatural explicado”, tradicionalmente associado à escritora inglesa.
Palavras-chave: Romance; Gótico; Teixeira e Sousa.

Publicado
2020-08-04