1984 REVISITADO

  • Jean Pierre Chauvin

Resumo

As narrativas distópicas ensinam a estabelecer diálogos entre mundos e tempos distantes e nem sempre tão diferentes. Isso talvez explique o estranho fascínio por esse gênero, que descreve as condições subumanas de existência; o embrutecimento das pessoas; as formas de opressão do governo, apoiado por polícias que controlam ações, dizeres e pensamentos. A imposição de limites ideológicos e fronteiras espaciais são algumas das tópicas recorrentes. Neste ensaio, apresenta-se uma breve análise do romance 1984 em diálogo com parte da extensa fortuna crítica sobre a distopia de George Orwell, com vistas a reiterar a importância da obra e os modos como dialoga com outras narrativas afiliadas ao gênero.
Palavras-chave: Distopia, George Orwell, 1984

Publicado
2022-01-27