PRESSÁGIO DISTÓPICO

OS SERIADOS TELEVISIVOS ENQUANTO ORÁCULOS ELETRÔNICOS

  • Ed Porto Bezerra
  • Hélder Paulo Cordeiro da Nóbrega
  • Vlamir Marques Duarte

Resumo

O trabalho objetiva compreender a relação que a audiência estabelece entre acontecimentos factuais com fragmentos de ficções de caráter distópico, dando a estes um cunho premonitório. Analisa-se, por meio da exploração de postagens em redes sociais digitais, como a função oracular tem sido atribuída às obras televisuais seriadas com o recorte voltado para Os Simpsons (1989) e The Handmaid’s Tale (2017). Adota-se o Método Compreensivo de análise, sustentados pelos conceitos de violência neuronal de Han (2015); análise da cultura das séries de Jost (2018) e Silva (2014); e as funções distópicas de Hilário (2013). Concluiu-se que as séries distópicas assumem um caráter divinatório para uma parcela da audiência que busca neste gênero ficcional a compreensão acerca das atualidades mundiais.
Palavras-Chave: Cultura das séries, distopia, ficções seriadas, Os Simpsons, The Handmaid’s Tale

Publicado
2022-01-27