DO AFROFUTURISMO AO DISTÓPICO

O CARÁTER POLÍTICO-RELIGIOSO DE A PARÁBOLA DO SEMEADOR, DE OCTAVIA BUTLER

  • Eduardo Marks de Marques
  • Anderson Luis Brum de Freitas

Resumo

Resumo: O presente artigo analisa a obra A Parábola do Semeador, de Octavia Butler, lançada em 1993 como o primeiro livro da duologia Semente da Terra.
Inicialmente, apresenta um debate histórico e de conceituação do afrofuturismo e do gênero distópico. A partir disso, o artigo investiga aspectos importantes para a compreensão da narrativa, como a natureza religiosa do livro devido à fundação de uma religião por parte da protagonista, os aspectos políticos manifestados na sociedade e a forte presença da escravidão durante a obra. Por fim, o artigo busca posicionar a personagem Lauren Oya Olamina como uma figura abolicionista no século XXI, assim, traçando um paralelo com a figura bíblica de Moisés e com a revolucionária abolicionista negra Harriet Tubman.
Palavras-Chave: Distopia, escravidão, política, ficção especulativa

Publicado
2022-01-27