SOBRE O USO DO ÉPICO NA LITERATURA DE CORDEL NO BRASIL

  • Solenne Derigond

Resumo

Neste artigo, propomos partir do trabalho sobre o épico moderno e, mais especificamente, do conceito de “trabalho épico” desenvolvido por Florence Goyet (2018) e sua função refundadora, a fim de refletir sobre dois momentos da história da produção poética do cordel: o primeiro na época de seu surgimento, no final do século XIX, e o segundo relativo ao período atual em que a literatura de cordel se destaca, por meio da didatização de sua poética. Considerando o processo constante de recriação da literatura de cordel desde sua criação, nosso objetivo é destacar a presença de material épico como modelo-fonte, tanto na estrutura narrativa quanto nos valores e personagens da literatura de cordel.

Palavras-chave: Literatura brasileira, cordel, recursos épicos

Publicado
2022-07-13